Primeiro livro de Enoque - Capítulo 1

As bênçãos de Enoque

1

AS PALAVRAS das bênçãos de Enoque, com as quais ele abençoou os eleitos e os justos, os quais devem existir nos tempos da tribulação, rejeitando toda iniquidade e mundanismo.

2

Enoque, um homem justo, o qual estava com Deus, respondeu e falou com Deus enquanto seus olhos estavam abertos, e enquanto via uma santa visão dos céus. Isto os anjos me mostraram.

3

Deles eu ouvi todas as coisas e entendi o que vi; coisas que não terão lugar nesta geração, mas numa geração que deve acontecer num tempo distante, por causa dos eleitos.

4

A respeito deles eu falei e conversei com Ele, o qual virá de Sua habitação, o Santo e Poderoso, o Deus Criador do mundo:

5

O qual pisará sobre o Monte Sinai; aparecerá com Suas hostes e se manifestará com a força do Seu poder dos céus.

6

Todos estarão temerosos e as sentinelas estarão aterrorizados.

7

Grande temor e tremor se apoderarão deles, mesmo aos confins da terra.

8

As alturas das montanhas serão abaladas, e os altos montes serão abatidos, derretidos como o favo de mel na chama de fogo.

9

A terra será imersa e todas as coisas que nela estão perecerão; enquanto um julgamento virá sobre todos, mesmo sobre todos os justos:

10

Mas a eles será dada paz: Ele preservará os eleitos e para com eles exercitará clemência.

11

Então todos pertencerão a Deus, serão felizes e abençoados, e o esplendor da Divindade os iluminará.

12

Eis que Ele vem com dezenas de milhares dos Seus santos* para executar julgamento sobre os pecadores e destruir o iníquo, e reprovar toda coisa carnal e toda coisa pecaminosa e mundana que foi feita, e cometida contra Ele**.

* Deuteronômio 33:2;
** Citado por Judas, vs. 14, 15.