Primeiro livro de Enoque - Capitulo 100

Os pecadores destruirão uns aos outros: Julgamento dos anjos caídos: a segurança dos Justos: mais desgraças para os pecadores

1

Naqueles dias, os pais serão mortos juntamente com seus filhos num lugar, e os irmãos levar-se-ão mutuamente ao extermínio, até correrem rios do seu sangue.

2

Pois ninguém segurará compassivamente a mão que golpeou seu filho ou seu neto, e nenhum pecador se deterá no assassínio do seu honrado irmão.

3

Um trucidará o outro, da manhã à noite.

4

Então o cavalo atravessará os rios com o sangue do pecado até o peito, e o carro afundará nele até o topo.

5

Naqueles dias descerão os anjos que se esconderam e reunir-se-ão num lugar todos aqueles que do alto trouxeram o pecado, e o Altíssimo erguer-se-á naquele dia do Juízo para realizar o grande Julgamento dos pecadores.

6

Então, dentre os anjos santos, Ele estabelecerá guardas sobre todos os justos e santos, para que os protejam como à pupila dos olhos, até que tenha eliminado toda maldade e todo pecado.

7

Mesmo que os justos durmam um longo sono, nada precisam temer.

8

Então os filhos da terra olharão para o sábio e se convencerão; e entenderão todas as palavras deste livro.

9

Reconhecerão que a sua riqueza não poderá salvá-los na hora da sua perdição pelos pecados cometidos.

10

Ai de vós pecadores no dia da grande angústia, vós que castigais e queimais os justos! Sereis castigados pelas vossas obras.

11

Ai de vós, duros de coração, por estardes sempre atentos em conceber o mal! Por isso sereis acometidos de pavor e ninguém vos prestará ajuda.

12

Ai de vós, pecadores! Pois havereis de arder no fogo crepitante, por causa das palavras da vossa boca e por causa das obras das vossas mãos, praticadas na impiedade.

13

Tende certeza de que Ele inquirirá os vossos pecados por intermédio dos anjos do céu, do sol, da lua e das estrelas, porque fizestes acontecer o Julgamento dos justos sobre a terra!

14

Ele então convocará as nuvens, o orvalho e a chuva para testemunharem contra vós.

15

Todos eles serão retidos, para não descerem sobre vós, e assim vos lembrais de vossos pecados.

16

Dai então presentes à chuva, para que ela não se retenha e continue a cair sobre vós; presenteai o orvalho, para verdes se ele se esparze após receber de vós ouro e prata!

17

Quando, naqueles dias, vos atacarem a geada e a neve com o seu frio, e as tempestades de neve com suas calamidades, não tereis como resistir-lhes.