Primeiro livro de Enoque - Capitulo 26

Jerusalém e as montanhas, desfiladeiros e córregos

1

Dali eu parti para o meio da terra e contemplei um lugar abençoado e frutífero, onde havia árvores com galhos que brotavam e floriam dos ramos podados.

2

Ali eu vi uma santa montanha, e debaixo dela a água do lado de trás fluía em direção ao sul.

3

Lá, igualmente, eu vi uma montanha santa, e ao sopé da mesma, do lado leste, um rio que corria na direção do sul.

4

Do lado do Oriente vi ainda uma outra montanha, mais alta do que aquela, e, dividindo-se as duas, uma garganta estreita e profunda; ela era o leito do rio que nascia ao pé da montanha.

5

Do lado ocidental havia outra montanha, mais baixa do que a anterior e de porte menor; entre estas e as anteriores havia um vale profundo; outro vale, também profundo, e seco, abria-se no extremo da montanha.

6

Esses profundos vales eram estreitos, de rocha dura; nenhuma árvore crescia ali.

7

Admirei-me com as rochas; espantei-me com os vales; e tudo aquilo maravilhou-me sobremaneira.