Primeiro livro de Enoque - Capítulo 5

1

ELES consideram como as árvores, quando elas dão suas folhas verdes, cobrem-se e produzem frutos; entendendo tudo, e sabendo que Ele, o qual vive para sempre, faz todas estas coisas por causa de vós:

2

E que as obras desde o princípio de todos anos existentes, na qual todas as suas obras são obedientes a Ele e invariáveis; assim como Deus determinou, assim todas as coisas acontecem.

3

Eles veem também como os mares e os rios juntos completam suas respectivas operações:

4

A maldição do ímpio e a glória do justo

Mas tu resistes impacientemente, não cumpres os mandamentos do Senhor, mas transgrides e calunias a Sua grandiosidade; e malditas são as palavras em tua boca poluída contra Sua majestade.

5

Tu, murcho de coração, a paz não estará contigo!

6

Portanto teus dias te amaldiçoarão, e os anos de tua vida perecerão; abominação perpétua se multiplicará, e não obterás misericórdia.

7

Nestes dias tu resignas tua paz com a eterna maldição de todos os justos, e os pecadores perpetuamente te abominarão;

8

Eles te abominarão com tudo o que não é divino.

9

Os eleitos possuirão luz, alegria e paz; e herdarão a terra.

10

Mas tu, que não és santo, serás amaldiçoado.

11

Então a sabedoria será dada aos eleitos, todos os que viverão, e não transgredirão por impiedade ou orgulho, mas humilhar-se-ão, processando prudência, e não repetirão transgressão.

12

Eles não condenarão todo o período das suas vidas, não morrerão em tormento e indignação; mas a soma dos seus dias se completará, e envelhecerão em paz; enquanto os anos de sua felicidade se multiplicarão em alegria, e com paz, para sempre, em toda a duração de sua existência.