Primeiro livro de Enoque - Capitulo 61

Anjos vão para medir o Paraíso: o Julgamento dos Justos pelo Eleito: o Louvor do Eleito e de Deus

1

Naqueles dias eu vi que longos cordões foram dados àqueles anjos, os quais tomaram suas asas e fugiram em direção ao norte.

2

Eu perguntei ao anjo, dizendo: Para onde eles levaram aqueles longos cordões e para onde se foram?

3

Ele disse: Eles foram medir.

4

O anjo, o qual continuava comigo, disse: Estas são as medidas dos jutos e cordas serão trazidas para que eles possam confiar no nome do Senhor Deus para sempre e sempre.

5

O Eleito começará a habitar com o eleito.

6

Estas são as medidas que serão dadas pela fé, as quais fortalecerão as palavras de retidão.

7

Estas medidas revelarão todos os segredos nas profundezas da terra.

8

E acontecerá que aqueles que foram destruídos no deserto e os que foram devorados pelos peixes do mar e pelas bestas do campo, retornarão e confiarão no dia do Eleito, pois ninguém perecerá na presença do Senhor Deus, nem ninguém será capaz de perecer.

9

Então eles receberam o mandamento, todos os quais estavam nos céus acima, para quem foi dado um poder combinado, voz e esplendor, semelhante ao fogo.

10

E primeiro, com suas vozes eles abençoaram-No, exaltaram-No, glorificaram-No com sabedoria e atribuíram a Ele sabedoria com a palavra e com o sopro da vida.

11

Então o Senhor Deus assentado sobre o trono de sua glória, e o Eleito,

12

O qual julgará todas as obras do Santo acima no céu, e numa balança Ele pesará suas ações.

13

E quando Ele levantar Seu semblante para julgar seus caminhos secretos na palavra do nome do Senhor Deus, e seu progresso no caminho do justo julgamento do altíssimo Deus;

14

Eles falarão com vozes unidas; abençoarão, glorificarão, exaltarão, e orarão em nome do Senhor Deus.

15

Ele chamará a todo poder dos céus, a todo santo acima, e ao poder de Deus.

16

O Querubim, o Serafim, o Ofanim, todos os anjos de poder e todos os anjos de principados, a saber, do Eleito, e as demais forças existentes sobre a terra e sobre o mar naquele dia.

17

E levarão suas vozes unidas; abençoarão, glorificarão, orarão, e exaltarão com o espírito da fé, com o espírito da sabedoria e da paciência, com o espírito da misericórdia, com o espírito do julgamento e da paz, e com o espírito da benevolência; todos dirão com vozes unidas:

18

Abençoado é Ele; e o nome do Senhor Deus será abençoado para sempre e sempre; todos, os quais não dormem, o abençoarão acima no céu.

19

Todo santo no céu o abençoará; todo o eleito que habita no jardim da vida e todo espírito de luz que é capaz de abençoar, glorificar, exaltar, e orar em seu santo nome e todo homem mortal, mais do que os poderes do céu, glorificará e abençoará seu nome para sempre e sempre.

20

Pois grande é a misericórdia do Senhor Deus; longânimo Ele é; e todas as suas obras, todo o seu poder, grande são as coisas que Ele tem feito, tem revelado aos santos e eleitos, em nome do Senhor Deus.