Primeiro livro de Enoque - Capitulo 63

O Arrependimento inútil dos reis e os poderosos

1

Naqueles dias os reis que possuíram a terra serão punidos pelos anjos de Sua ira, onde quer que eles lhes sejam entregues, para que Ele possa dar descanso por um curto período de tempo; e para que eles prostrem-se diante d’Ele e adorem o Senhor Deus, confessando seus pecados diante d’Ele.

2

Eles abençoarão e glorificarão o Senhor Deus dizendo: Abençoado é o Senhor Deus, o Senhor dos reis, o Senhor Deus, o Senhor dos ricos, o Senhor da glória, e o Senhor da sabedoria.

3

Ele iluminará toda coisa secreta.

4

Seu poder é de geração a geração e Sua glória para sempre e sempre.

5

Profundos são todos os Seus segredos e incontáveis; sua retidão não pode ser calculada.

6

Agora nós sabemos que devemos glorificar e abençoar o Senhor dos reis o qual é Rei sobre todas as coisas.

7

Eles também dirão: Quem nos tem permitido ficar para glorificar, louvar, abençoar, e confessar na presença da Sua glória?

8

E agora pequeno é o repouso que nós desejamos, mas nós não o encontramos; nós rejeitamos e não o possuímos. Luz passou diante de nós e escuridão tem coberto nossos tronos para sempre.

9

Pois nós não confessamos diante dEle; não temos glorificado o nome do Senhor dos reis; não temos glorificado o Senhor em todas as Suas obras, mas temos confiado no cetro do nosso próprio domínio e da nossa glória.

10

Naquele dia do nosso sofrimento e da nossa angústia Ele não nos salvará, nem encontraremos descanso.

11

Confessamos que nosso Senhor é fiel em todas as Suas obras, em todos os Seus julgamentos e em Sua retidão.

12

Em Seus julgamentos ele não paga nenhum respeito a pessoas; e nós devemos apartar-nos de sua presença por causa de nossos maus atos.

13

Todos os nossos pecados são verdadeiramente sem número.

14

Então eles dirão a si mesmos: Nossas almas estão saciadas com os instrumentos de crime;

15

Mas que não nos impede de descer ao ventre flamejante do inferno.

16

Daí em diante seus semblantes se encherão de escuridão e confusão diante do Filho do homem, de cuja presença eles serão expulsos e diante do qual a espada permanecerá expelindo-os.

17

Assim diz o Senhor Deus: Este decreto e o julgamento será contra os príncipes, os reis, os exaltados, e aqueles que possuem a terra, na presença do Senhor Deus.