Primeiro livro de Enoque - Capitulo 69

Os nomes e funções dos anjos caídos: o Juramento de segredo

1

Depois deste julgamento eles estarão assombrados e irritados, pois serão exibidos aos habitantes da terra.

2

Eis os nomes destes anjos. Estes são seus nomes: O primeiro deles é Samyaza; o segundo é Arakiba; o terceiro é Armen; o quarto, Kokabiel; o quinto, Turel; o sexto, Ramiel; o sétimo, Danei; o oitavo, Kael; o nono, Barakel; o décimo, Azazel; o décimo primeiro, Armers; o décimo segundo, Bataryal; o décimo terceiro, Basasael; o décimo quarto, Ananel; o décimo quinto, Turyal; o décimo sexto, Simapiseel; o décimo sétimo, Jetarel; o décimo oitavo, Tumael; o décimo nono, Tarel; o vigésimo, Rumel; o vigésimo primeiro, Azaziel.

3

Estes são os principais (chefes) dos anjos, e os nomes dos líderes de suas centenas, e seus líderes de cinquenta, e os líderes de suas dezenas.

4

O nome do primeiro é Jekon* : ele foi quem seduziu todos os filhos dos santos anjos e fez com que descessem à terra, conduzindo desencaminhadamente a descendência dos homens.

* Jekon pode simplesmente significar "o rebelde".

5

O nome do segundo é Asbeel, o qual apontou mau conselho aos filhos dos santos anjos e conduziu-os a corromperem seus corpos gerando humanos.

6

O nome do terceiro é Gadreel: ele descobriu todo golpe de morte aos filhos dos homens.

7

Ele seduziu Eva e descobriu aos filhos dos homens os instrumentos de morte, o casaco de malha, o escudo, e a espada para matança; todo instrumento de morte para os filhos dos homens.

8

Estas coisas derivaram de suas mãos para os que habitam sobre a terra daquele período para sempre.

9

O nome do quarto é Penemue: ele ensinou aos filhos dos homens o amargor e a doçura,

10

E mostrou a eles todo segredo de sua sabedoria.

11

Ele também instruiu os homens na escrita com tinta e sobre papel,

12

E com isso muitos se corromperam, desde os tempos antigos por todas as épocas, até os dias de hoje.

13

Pois os homens não foram criados para fortalecer sua honestidade dessa maneira, por meio de pena e tinta.

14

Os homens foram criados à semelhança dos anjos; deveriam permanecer honestos e puros,

15

E assim não seriam afetados pela morte que tudo destrói;

16

Todavia, por esse conhecimento eles se arruinaram, e pelo poder desse conhecimento destruíram-se mutuamente.

17

O nome do quinto é Tamiel: ele ensinou aos filhos dos homens todo iníquo golpe de espíritos e de demônios:

18

O golpe do embrião no ventre, para diminuí-lo* ; o golpe do espírito pela mordida da serpente, e o golpe que é dado ao meio-dia pelo filho da serpente, cujo nome é Tabaet**.

* O golpe...para diminuí-lo. Ou, "o soco (com ataque, agressão) ao embrião no ventre para que seja abortado".
** Tabaet. Literalmente, "macho" ou "forte".

19

Este é o número de Kasbeel; a parte principal do juramento que o Altíssimo, habitando em glória, revelou aos santos.

20

Seu nome é Bika. Ele falou ao santo Miguel para que revelasse a eles o nome sagrado, para que eles pudessem entender o sagrado nome e assim lembrar-se do juramento; e para que aqueles que apontaram toda coisa secreta aos filhos dos homens possam tremer sob aquele nome e juramento.

21

Este é o poder do juramento; pois poderoso ele é, e forte.

22

E estabelecido este juramento de ficar pela instrumentalidade do santo Miguel.

23

Estes são os segredos deste juramento, e por ele eles foram confirmados.

24

Os céus estiveram em suspenso por ele antes que o mundo fosse feito, para sempre.

25

Por ele a terra foi inundada no dilúvio enquanto das partes escondidas dos montes as águas agitadas as águas saíram desde a criação até o fim do mundo.

26

Por este juramento o mar foi formado e a sua fundação.

27

Durante o período desta fúria ele estabeleceu a areia contra ele, a qual continua imutável para sempre, e por este juramento o abismo foi feito forte; e não é removível de sua estação para sempre e sempre.

28

Por este juramento o sol e a lua completam seu progresso nunca se desviando do comando que lhes foi dado para sempre e sempre.

29

Por este juramento as estrelas completam seu progresso,

30

E quando seus nomes forem chamados eles retornarão em resposta, para sempre e sempre.

31

Então nos céus tomam lugar os sopros dos ventos: todos eles têm respiração* e efetuam uma completa combinação de respirações.

* Respiração. Ou, "espíritos".

32

Ali os tesouros do trovão são mantidos e o esplendor do relâmpago.

33

Ali são guardados os tesouros do granizo e da neblina, os tesouros da neve, os tesouros da chuva e do orvalho.

34

Todos estes confessam e louvam diante do Senhor Deus.

35

Eles glorificam com todo seu poder de súplica; e Ele os sustém em todo aquele ato de agradecimento enquanto eles louvam, glorificam e exaltam o nome do Senhor Deus para sempre e sempre.

36

E com eles, ele estabelece este juramento, pelo qual, eles e seus caminhos são preservados, e seus progressos não perecem.

37

Grande foi sua alegria.

38

Eles abençoaram, glorificaram, e exaltaram porque o nome do Filho do homem lhes foi revelado.

39

Ele assentou-se sobre o trono de Sua glória, e a parte principal do julgamento foi designada e Ele, o Filho do homem.

40

Os pecadores perecerão e desaparecerão da face da terra, enquanto aqueles que os seduziram serão amarrados com correntes para sempre.

41

De acordo com seus graus de corrupção eles serão aprisionados, e todas as suas obras desaparecerão da face da terra; desde então ali não haverá ninguém para corromper, pois o Filho do homem foi visto assentado sobre Seu trono de glória.

42

Toda iniquidade desaparecerá e se apartará de diante de Sua face; a palavra do Filho do homem se tornará poderosa na presença do Senhor Deus.

43

Esta é a terceira parábola de Enoque.