Primeiro livro de Enoque - Capitulo 71

Enoque com o Filho do Homem

1

Depois disso meu espírito foi ocultado, ascendendo aos céus.

2

Eu vi os filhos dos santos anjos andando em chamas de fogo, cujas vestimentas e mantos eram brancos e cujos semblantes eram transparentes como cristal.

3

Eu vi dois rios de fogo brilhando como o jacinto.

4

Então caí sobre minha face diante do Senhor Deus.

5

E Miguel, um dos arcanjos, tomou-me pela mão direita e levantou-me, e trouxe-me para onde estava todo segredo de misericórdia e retidão.

6

Ele me mostrou todas as coisas ocultas das extremidades do céu, todos os tesouros das estrelas e o seu esplendor, desde quando elas saíram de diante da face do Santo.

7

Ele escondeu o espírito de Enoque no céu dos céus.

8

Ali eu vi no meio daquela luz uma construção levantada com pedras de gelo,

9

E no meio destas pedras vi línguas de fogo vivo.

10

Meu espírito viu ao redor o círculo desta habitação flamejante em uma de suas extremidades; que ali havia rios cheios de fogo vivo, o qual cercava-a.

11

Então o Serafim, o Querubim, e o Ofanim* rodearam-na: estes são aqueles que nunca adormecem, mas vigiam o trono de Sua glória.

* Ofanim. As "rodas" Ezequiel 1:15-21.

12

Eu vi inumeráveis anjos, milhares de milhares, e miríades de miríades, as quais rodeavam aquela habitação.

13

Miguel, Rafael, Gabriel, Fanuel e os santos anjos que estavam acima nos céus foram e saíram dele.

14

Miguel, Rafael, e Gabriel saíram daquela habitação, e santos anjos inumeráveis.

15

Estava com eles o Ancião de dias, cuja cabeça era branca como o algodão, e pura, e seu manto era indescritível.

16

Então eu caí sobre minha face enquanto toda minha carne era dissolvida, e meu espírito tornou-se transformado.

17

Eu clamei com alta voz com um poderoso espírito, abençoando, glorificando, e exaltando.

18

E aquelas bênçãos que procediam da minha boca tornaram-se aceitáveis na presença do Ancião de dias.

19

O Ancião de dias veio com Miguel e Gabriel, e Rafael e Fanuel, com milhares de milhares, e miríades de miríades*, que não podiam ser enumerados.

* Miríades de miríades. Dez mil vezes dez mil.

20

Então aquele anjo veio a mim, com sua voz saudou-me, dizendo: Tu és descendência do homem, o qual é nascido para retidão, e retidão descansou sobre ti.

21

A retidão do ancião de dias não te esquecerá.

22

Ele disse: Em ti Ele conferirá paz em nome do mundo existente; por isso a paz tem existido desde que o mundo foi criado.

23

E assim acontecerá a ti para sempre e sempre.

24

Todos os que existirão e caminharão em seus caminhos de retidão, não te esquecerão para sempre.

25

Contigo estarão suas habitações, contigo seu destino; de ti eles não serão separados para sempre e sempre.

26

E assim o prolongamento dos dias estará com o Filho do homem*.

* Filho do homem. Literalmente, "descendência do homem", ou "o Cristo que vem da descendência do homem”.

27

A paz será para os justos e os retos possuirão o caminho da integridade, em nome do Senhor Deus, para sempre e sempre.