Primeiro livro de Enoque - Capitulo 72

Livro do curso das luminárias celestes O Sol

1

O livro do curso das luminárias dos céus, de acordo com suas respectivas classes, seus respectivos poderes, seus respectivos períodos, seus respectivos nomes, os lugares onde elas começam seu progresso e seus respectivos meses, que Uriel, o santo anjo que estava comigo, explicou-me; aquele que as administra.

2

Toda a conta delas de acordo com o exato ano do mundo para sempre, até que um novo trabalho seja efetuado, o qual será eterno.

3

Esta é a primeira lei das luminárias. O Sol.

4

A luz do sol levanta-se nas portas do céu do Oriente e desce nas portas do céu do Ocidente.

5

Eu vi seis portões onde o sol sai e seis portões onde o sol se põe,

6

Em cujos portões também a lua nasce e se põe;

7

Eu vi os condutores das estrelas, entre aqueles que precedem-nas; seis portões estão no nascente, e seis no poente do sol.

8

Todos estes, respectivamente, um depois do outro, estão em nível; e numerosas janelas estão ao lado direito e ao lado esquerdo destes portões.

9

Primeiro avança aquela grande luminária, a qual é chamada sol, cuja órbita é a órbita do céu, toda ela está repleta com esplêndido e flamejante fogo.

10

Sua carruagem, onde ela ascende, o vento sopra.

11

O sol se põe no céu e retornando pelo norte, para seguir em direção ao leste, é conduzido assim enquanto entra por aquele portão e ilumina a face do céu.

12

Da mesma maneira ele sai no primeiro mês pelo grande portão.

13

Ele sai através do quarto daqueles seis portões, que estão ao nascente do sol.

14

E no quarto portão, através do qual o sol com a lua prosseguem, na primeira parte dele, lá existem doze janelas abertas das quais sai uma chama quando elas estão abertas em seus próprios períodos.

15

Quando o sol se levanta no céu ele sai através deste quarto portão por três dias, e pelo quarto portão ao oeste do céu no nível em que ele descende.

16

Durante aquele período o dia é prolongado durante o dia, e a noite encurtado durante a noite por trinta dias.

17

E então o dia é mais longo que a noite por duas partes.

18

O dia é precisamente, dez partes, e a noite é oito*.

* Outubro

19

O sol sai através deste quarto portão, se põe nele e volta para o quinto portão durante trinta dias, depois do quê ele prossegue e se põe nele, o quinto portão.

20

Então o dia se torna prolongado por uma segunda porção de modo que ele é doze partes, enquanto a noite se torna encurtada, e é apenas sete partes*.

* Novembro

21

O sol então retorna para o leste, entrando no sexto portão, e nasce e se põe no sexto portão trinta e um dias, na contagem de seus sinais.

22

Naquele período o dia é mais longo que a noite, sendo duas vezes tão longo quanto à noite, e chega a ser de doze partes;

23

Mas a noite é encurtada e se torna em seis partes*. Então o sol nasce para que o dia possa ser encurtado e a noite prolongada.

* Dezembro

24

E o sol retorna para o leste entrando pelo sexto portão, onde ele nasce e se põe por trinta dias.

25

Quando aquele período é completado o dia chega a ser encurtado precisamente uma parte, de modo que ele é de doze partes, enquanto que a noite é de sete partes*.

* Janeiro

26

Então o sol vai do oeste, daquele sexto portão, e prossegue em direção ao leste nascendo no quinto portão por trinta dias e se pondo novamente ao oeste no quinto portão do oeste.

27

Naquele período o dia chega a ser encurtado duas partes, e é de dez partes, enquanto que a noite é de oito partes*.

* Fevereiro

28

Então o sol vai do quinto portão, enquanto se põe no sexto portão do oeste e nasce no quarto portão por trinta e um dias, na conta de seus sinais, se pondo a oeste.

29

Naquele período o dia é feito igual à noite e, sendo igual a ela, a noite torna-se a nove partes, e o dia nove partes*.

* Março

30

Então o sol vai daquele portão enquanto ele se põe no oeste, e retornando pelo leste prossegue pelo terceiro portão por trinta dias, se pondo no oeste no terceiro portão.

31

Naquele período a noite é prolongada desde o dia durante trinta manhãs, e o dia é encurtado desde o dia durante trinta dias; a noite sendo precisamente de dez partes, e o dia oito partes*.

* Abril

32

O sol então sai do terceiro portão, enquanto ele se põe no terceiro portão no oeste; mas retornando para o leste.

33

Ele prossegue pelo segundo portão do leste por trinta dias.

34

De igual maneira ele também se põe no segundo portão na direção oeste do céu.

35

Naquele período a noite é de onze partes, e o dia sete partes*.

* Maio

36

Então o sol sai naquele tempo pelo segundo portão, enquanto se põe no segundo portão no oeste, mas retorna para o leste, prosseguindo pelo primeiro portão, por trinta e um dias.

37

E se pões no oeste no primeiro portão.

38

Naquele período a noite é novamente prolongada tanto quanto o dia.

39

Ela é precisamente de doze partes, enquanto que o dia é seis partes*.

* Junho

40

O sol tem assim completado seus começos, e uma segunda vez de volta desde estes começos.

41

Naquele primeiro portão ele entra por trinta dias, e se põe no oeste, defronte do céu.

42

Naquele período a noite é encurtada em seu comprimento uma quarta parte, que é, uma porção, e se torna onze partes*.

* Julho

43

O dia é de sete partes.

44

Então o sol retorna, e entra no segundo portão ao leste.

45

Ele retorna por estes começos trinta dias, nascendo e se pondo.

46

Naquele período, a noite é encurtado em seu comprimento.

47

Ela se torna dez partes, e o dia oito partes*.

* Agosto

48

Então o sol sai do segundo portão, e se põe a oeste; mas retorna pelo leste, e nasce no leste, no terceiro portão, trinta e um dias, se pondo no oeste do céu.

49

Naquele período a noite se torna encurtada, ela é nove partes*.

* Setembro

50

E a noite é igual ao dia. O ano é precisamente trezentos e sessenta e quatro dias*.

* A lua leva 52 semanas de 7 dias cada uma para completar seus 13 ciclos anuais, com média de 28 dias para 4 fases lunares (nova, crescente, cheia, minguante); mas isto não quer dizer que os meses (luas) iniciam e terminam obedecendo às 4 fases lunares, 52 semanas igualam 364 dias. Como a Terra leva 365 dias em seu movimento de translação, sobra um dia fora da lua. Esse dia é chamado o dia “dia fora do tempo”. Esse dia é chamado assim porque ele não tem os aspectos materiais do tempo, mas conserva seus aspectos espirituais, sendo o dia da libertação final do ciclo que se completa.

51

Prolongamento do dia e da noite, e a contração do dia e da noite, são feitos diferentes um do outro pelo progresso do sol.

52

Por meio deste progresso o dia é diariamente prolongado, e a noite grandemente encurtada.

53

Esta é a lei e o progresso do sol, e suas voltas, quando ele retorna, voltando durante sessenta dias* , e seguindo em frente.

* O sol está sessenta dias nos mesmos portões. Trinta dias duas vezes cada ano.

54

Esta é a grande perpétua luminária, aquela que ele chama sol para sempre e sempre.

55

E assim sobe o grande luminar, e assim é nomeado de acordo com a sua aparência, de acordo como o Senhor ordenara.

56

E assim ele entra e sai, nem afrouxando nem descansando; mas correndo em sua carruagem de dia e de noite.

57

Ele brilha com uma sétima porção da luz da lua*; mas as dimensões de ambos são iguais.

* ele brilha com...da lua. Ou, "Sua luz é sete vezes mais brilhante que a da lua". O texto aramaico descreve mais claramente como a luz da lua aumenta e diminui pela metade de uma sétima parte cada dia. Aqui na versão etíope, a lua é considerada como duas metades, cada metade sendo dividida em sete partes. Por isso, “quatorze porções" 1o Enoque 72:9-10.