Primeiro livro de Enoque - Capitulo 89

O Dilúvio e a libertação de Noé

1

Então um daqueles quatro foi para as vacas brancas, e ensinou a elas um mistério.

2

Enquanto as vacas estravam tremendo, ele nasceu e tornou-se um homem*, e fabricou para si um grande barco.

* Noé

3

Nele ele habitou, e três vacas* habitaram com ele naquele barco, que cobriu-os.

* Sem, Cão, e Jafé

4

Novamente eu elevei meus olhos para o céu, e vi um imponente telhado.

5

Acima dele havia sete cataratas, que derramavam numa certa vila muita água.

6

Novamente eu olhei, e vi que haviam fontes abertas na terra naquela grande vila.

7

A água começou a ferver, e elevar-se sobre a terra; de modo que a vila não foi vista, enquanto todo o solo foi coberto com água.

8

Muita água saiu dela, escuridão, e nuvens.

9

Então eu examinei a altura desta água, e ela estava elevada acima da vila.

10

Ela fluiu sobre a vila, e ficou mais alta do que a terra.

11

Então todas as vacas que estavam juntas lá, enquanto eu olhava para elas, foram submersas, tragadas, e destruídas na água.

12

Mas o barco flutuou sobre ela.

13

Todas as vacas, os elefantes, os camelos, e os jumentos foram afogados na terra, e todo gado.

14

Eu não pude vê-los. Nem eles foram capazes de fugir, mas pereceram, e afundaram no abismo.

15

Novamente eu vi numa visão até aquelas cataratas foram removidas daquele elevado telhado, e as fontes da terra se tornaram equalizadas, enquanto outros abismos foram abertos;

16

Para os quais as águas começaram a descer, até a terra seca aparecer.

17

O barco permaneceu na terra; a escuridão retrocedeu; e se tornou em luz.

18

Então a vaca branca, que se tornou num homem, saiu do barco, e três vacas com ele.

19

Uma das três vacas era branca, assemelhando-se àquela vaca, uma delas era vermelha como sangue; e uma delas era negra.

20

E a vaca branca deixou-as.

21

Então feras selvagens e pássaros começaram a surgir.

22

A partir da morte de Noé para o Êxodo

De todos esses tipos diferentes reuniram-se, leões, tigres, cachorros, lobos, hienas, javalis, raposas, coelhos, porcos, gaviões, milhafres, águias, corvos e abutres.

23

Então a vaca branca* nasceu no meio deles.

* Abraão

24

E eles começaram a morder um ao outro, enquanto a vaca branca, que havia nascido no meio deles, trouxe um jumento selvagem e uma vaca branca ao mesmo tempo e depois daquele muitos jumentos selvagens.

25

Então a vaca branca* , a qual nasceu, deu uma porca negra selvagem e um cordeiro branco**.

* Isaque
** Esaú e Jacó

26

Aquela porca selvagem também deu muitos suínos.

27

E aquele cordeiro deu doze cordeiros*.

* Os doze patriarcas

28

Quando aqueles doze cordeiros cresceram, eles entregaram um deles* aos jumentos**.

* José
** Os Midianitas

29

Novamente aqueles jumentos entregaram aquele cordeiro aos lobos*,

* Os Egípcios

30

E ele cresceu no meio deles.

31

Então o Senhor trouxe as outras doze ovelhas, para que pudessem habitar e alimentar-se com ele no meio dos lobos.

32

Eles multiplicaram-se, e houve abundância de pastos para eles.

33

Mas os lobos começaram a ficar amedrontados e oprimiram-nos enquanto eles destruíam seus jovens.

34

E eles deixaram seu jovem em torrentes de água profunda.

35

Então as ovelhas começara, a clamar por causa de seus filhos, e fugiram para refugiar o seu Senhor.

36

Um*, entretanto, que foi salvo, escapou e foi para os jumentos selvagens.

* Moisés

37

Eu vi a ovelha gemendo, chorando, e implorando ao seu Senhor.

38

Com todo o seu poder, até que o Senhor das ovelhas desceu à sua voz da sua elevada habitação; foi a eles; e examinou-as.

39

Ele chamou aquela ovelha que foi secretamente furtado dos lobos, e disse-lhe para fazer os lobos entenderem que eles não deviam tocar as ovelhas.

40

Então aquela ovelha foi aos lobos com a palavra do Senhor, quando outro o encontrou* , e continuou com ele.

* Aarão

41

Ambos entraram junto na habitação dos lobos; e conversando com eles fizeram-nos entender, que daí em diante eles não deviam tocar nas ovelhas.

42

Depois disso eu percebi os lobos prevalecendo grandemente sobre as ovelhas com toda a sua força.

43

O rebanho clamou; e seu Senhor veio até eles.

44

Ele começou a ferir os lobos, que começaram uma grave lamentação; mas as ovelhas ficaram caladas, nem daquele tempo elas clamaram.

45

Então eu olhei para elas, até elas apartarem-se dos lobos.

46

Os olhos dos lobos estavam cegos, os quais saíram e seguiram-nas com todo o seu poder.

47

Mas o Senhor das ovelhas continuou com elas, e conduziu-as.

48

Todo o seu rebanho o seguiu.

49

Seu semblante ficou terrível e esplêndido, e glorioso era seu aspecto.

50

Então os lobos começaram a seguir as ovelhas, até que eles alcançaram-nas num certo lago de água*.

* O Mar Vermelho

51

Então aquele lago ficou dividido; a água erguendo-se em ambos os lados diante de sua face.

52

E enquanto seu Senhor estava conduzindo-as, ele colocou-se entre elas e os lobos.

53

Os lobos, entretanto não perceberam as ovelhas, mas foram no meio do lago, seguindo-as, e correndo atrás delas no lago de água.

54

Mas quando eles viram o Senhor das ovelhas, eles voltaram para fugir de diante de sua face.

55

Então a água do lago retornou, e repentinamente, de acordo com sua natureza.

56

Ela se tornou cheia, e levantou-se, até que cobriu os lobos.

57

E eu vi que todos eles que haviam seguido as ovelhas pereceram e foram afogados.

58

Israel no deserto, a doação da lei, a entrada para a Canaã

Mas as ovelhas passaram sobre esta água, continuando para o deserto, que estava sem água e grama.

59

E eles começaram a abrir seus olhos e a ver.

60

Então eu vi o Senhor das ovelhas examinando-as, e dando-lhes água e grama.

61

As ovelhas já mencionadas continuavam com elas, e conduzindo-as.

62

E quando ele tinha subido ao topo de uma alta rocha, o Senhor das ovelhas enviou-o a elas.

63

Depois disso eu vi seu Senhor colocado diante delas, com um aspecto terrível e severo.

64

E quando elas viram-no, elas ficaram amedrontadas com seu semblante.

65

Todas elas ficaram alarmadas, e tremeram.

66

Elas clamaram para aquela ovelha; e para aquela outra ovelha que estava com ele, e o qual estava no meio delas, dizendo:

67

Nós somos capazes de permanecer diante do nosso Senhor, ou de olhar para ele.

68

Então aquela ovelha que os conduziu saiu, e subiu ao topo da rocha;

69

Enquanto as ovelhas que restaram começaram a ficar cegas, e a vagar pelo caminho que ele lhes havia mostrado; mas ele não o soube.

70

Seu Senhor, entretanto, estava movido de grande indignação contra eles; e quando aquela ovelha soube o que havia acontecido,

71

Ele desceu do topo da rocha, e veio a eles, descobriu que havia muitos,

72

Que se tornaram cegos;

73

E tinham desviado de seu caminho.

74

Tão logo elas viram-no, temeram, e tremeram na sua presença;

75

E ficaram desejosos de retornar ao seu rebanho,

76

Então aquela ovelha, tomando consigo outra ovelha, foi àqueles que tinham se perdido.

77

E depois disso começou a matá-los.

78

Eles ficaram aflitos ao seu semblante.

79

Então ele fez com que aqueles que tinham se desviado retornassem; os quais voltaram para seu rebanho.

80

Eu igualmente vi naquela visão, que esta ovelha se tornou num homem, construiu uma casa* para o Senhor do rebanho, e fez todos eles ficarem na casa.

* Uma casa, ou um tabernáculo

81

Eu vi também que aquela ovelha que procedeu a encontrar esta ovelha, seu condutor, morreu.

82

Eu vi também que toda grande ovelha pereceu, enquanto que as menores subiram em seu lugar, entraram num pasto, e aproximaram-se de um rio de água*.

* O rio Jordão

83

Então aquela ovelha, seu condutor*, que se tornou num homem, foi separado delas, e morreu.

* Josué

84

Todo o rebanho procurou por ele, e clamou por ele com amarga lamentação.

85

Eu vi também que eles cessaram de clamar por aquela ovelha e passaram sobre o rio de água.

86

E que lá se levantou outra ovelha, todas de quem as conduziu*, em vez daqueles que foram mortos, os quais tinham previamente conduziu-as.

* Os juízes de Israel

87

Então eu vi que aquela ovelha entrou a um agradável lugar, e um deleitável e glorioso território.

88

Desde o tempo dos juízes até o edificação do Templo

Eu vi também que eles ficaram satis feitos; que sua casa estava no meio daquele deleitável território; e que algumas vezes seus olhos estavam abertos, e que algumas vezes eles ficavam cegos; até que outra ovelha* levantou-se e conduziu-as.

* Samuel

89

Ele trouxe-os todos de volta; e seus olhos foram abertos.

90

Então cães, lobos, e javalis selvagens devoraram-nos, até, até novamente outra ovelha* levantar, o mestre do rebanho; um deles mesmos, um carneiro, para conduzi-los.

* Saul

91

Este carneiro começou a atacar em ambos os lados daqueles cães, lobos, javalis selvagens, até que todos eles pereceram.

92

Em seus olhos, eu vi o carneiro no meio deles, os quais tinham deixaram de lado sua glória.

93

E ele começou a ferir o rebanho, pisando sobre eles, e comportando-se sem dignidade.

94

Então seu Senhor enviou a antiga ovelha novamente para uma diferente ovelha*, e levantou-o para ser um carneiro, e para conduzi-las no lugar daquela ovelha que tinha deixado de lado sua glória.

* David

95

Indo então a ele, e conversando com ele só, ele levantou o carneiro, e fez dele um príncipe e líder do rebanho.

96

Todo o tempo, aqueles cães* aborreceram a ovelha,

* Os Filisteus

97

O primeiro carneiro pagou respeito a este último carneiro.

98

Então o último carneiro levantou e fugiu de diante de sua face.

99

E eu vi que aqueles cães fizeram o primeiro carneiro cair.

100

Mas o último carneiro levantou, e conduziu o carneiro menor.

101

Aquele carneiro também gerou muitas ovelhas, e morreu.

102

Então houve uma ovelha menor*, um carneiro, no lugar dele, que tornou-se um príncipe e líder, conduzindo o rebanho.

* Salomão

103

E a ovelha aumentou de tamanho, e multiplicou.

104

E todos os cães, lobos, e javalis selvagens temeram, e fugiram dele.

105

Aquele carneiro também golpeou e matou todas as bestas feras, de modo que eles não pudessem novamente prevalecer no meio das ovelhas, nem em algum tempo arrebata-las.

106

E aquela casa foi feita grande e larga; uma imponente torre sendo construída sobre ela pelas ovelhas, para o Senhor das ovelhas.

107

A casa era baixa, mas a torre era elevada e muito alta.

108

Então o Senhor das ovelhas colocou-se sobre a torre, e causou uma mesa cheia aproximar-se diante dele.

109

Os dois reinos de Israel e Judá, com a destruição de Jerusalém

Novamente eu vi que aquela ovelha perdeu-se, e foi para vários caminhos, esquecendo-se daquela sua casa;

110

E que seu Senhor chamou alguns entre eles, os quais ele enviou-as* a eles.

* Os profetas

111

Mas a estes as ovelhas começaram a matar.

112

E quando um deles foi salvo da matança* ele saltou, e clamou contra aqueles que estavam desejosos de matá-los.

* Elias

113

Mas o Senhor das ovelhas livrou-o das suas mãos, e o fez subir a ele, e permanecer com ele.

114

Ele enviou muitos outros a elas, para testificar, e com lamentações para clamar contra eles.

115

Novamente eu vi, quando alguns deles esqueceram a casa do seu Senhor, e sua torre, vagando em todos os lugares, e crescendo cegos,

116

Eu vi que o Senhor das ovelhas fez uma grande matança entre eles em suas pastagens, até que eles clamaram a ele em consequência da matança.

117

Então ele apartou-as do lugar de sua habitação, e os deixou no poder dos leões, tigres, lobos, e das hienas, e ao poder das raposas, e de todo animal selvagem.

118

E os animais selvagens começaram a despedaçá-los.

119

Eu vi, também, que eles esqueceram a casa de seus pais, e sua torre, dando-os todos ao poder dos leões para despedaçá-los e devorá-los; até ao poder de todo animal.

120

Então eu comecei a clamar com todo meu poder, implorando ao Senhor das ovelhas, e mostrando-lhe como as ovelhas eram devoradas por todos os animais de rapina.

121

Mas ele olhou em silêncio, regozijando-se de que elas fossem devoradas, engolidas, e levadas; e deixando-as ao poder de todo animal por comida.

122

Ele chamou também setenta pastores, e designou-os ao cuidado das ovelhas, para que eles possam cuidar delas;

123

Dizendo a eles e seus familiares: Todos vós, de agora em diante todos vós cuideis das ovelhas, e a todos eu ordeno; fazei; e eu os entrego para as enumerarem.

124

Eu vos direi qual delas serão mortas; a estas destruís.

125

E ele entregou as ovelhas a eles.

126

Então ele chamou a outro, e disse:

127

Entende, e cuida de tudo o que os pastores farão a estas ovelhas; pois muitas delas perecerão depois que eu ordenei.

128

De todo excesso e matança, que os pastores cometerão, haverá uma conta; como, quantas pereceram pelo meu comando, e quantos eles destruíram por sua própria cabeça.

129

De toda destruição trazida por cada um dos pastores haverá uma contagem; e de acordo com o número eu farei com que um recital seja feito diante de mim, quantas eles destruíram por suas próprias cabeças, e quantas eles entregaram à destruição, para que eu possa ter esse testemunho contra eles; para que eu possa saber todos os seus procedimentos; e que, entregando as ovelhas a eles, eu possa ver o que eles farão; se eles agirão como eu lhes ordenei, ou não.

130

Disto, portanto, eles serão ignorantes; nem farás qualquer exortação a eles, nem os reprovarás; mas haverá uma contagem de toda destruição feita por eles em suas respectivas estações.

131

Então eles começarão a matar, e a destruir mais do que lhes for ordenado.

132

E eles deixaram as ovelhas sob o poder dos leões, assim que muitos deles foram devorados e engolidos pelos leões e tigres; e javalis selvagens caíram sobre eles para depreda-los.

133

Aquela torre, eles queimaram, e derrubaram aquela casa.

134

Então eu me afligi extremamente por causa da torre, e porque a casa das ovelhas foi derrubada.

135

Nem fui, depois disso, capaz de perceber se eles entraram novamente naquela casa.

136

Primeiro Período dos Governantes Inimigos – desde a destruição de Jerusalém para o retorno do cativeiro

Os pastores igualmente, e seus familiares, entregaram todas as ovelhas como pasto aos animais predadores.

137

A cada um, no seu tempo estabelecido, foi entregue um determinado número; e pelo outro foi anotado num livro quantos cada um deles deveria eliminar.

138

E todos eliminaram e mataram mais do que estava escrito.

139

Então eu comecei a chorar, e fiquei grandemente indignado, por causa dos pastores.

140

Assim eu vi na visão como aquele escriba anotava um por um todos os que eram mortos por aqueles pastores, dia por dia, e como ele levou e mostrou todo o livro ao Senhor das ovelhas, e como ele revelou tudo o que eles fizeram e todas quantas foram por eles dispersadas, principalmente todas quantas foram por eles levadas ao extermínio.

141

E todos os que eles haviam entregues à destruição.

142

Ele tomou o livro em suas mãos, leu-o, selou-o, e depositou-o.

143

Segundo Período – a partir do momento de Ciro ao de Alexandre, o Grande

Depois disso, eu vi pastores apascentarem por doze horas.

144

E eis que três das ovelhas* separadas, chegaram, entraram; e começaram construindo tudo o que estava caído daquela casa.

* Zorobabel, Josué e Neemias

145

Mas os javalis selvagens* estorvaram-nos, apesar de que eles não prevaleceram.

* Os Samaritanos

146

Novamente eles começaram a construir como antes, e levantaram aquela torre que foi chamada “a torre elevada”.

147

E novamente eles começaram a colocar diante da torre uma mesa, com todo tipo de pães impuros e sujos sobre ela.

148

Além disso também todas as ovelhas eram cegas, e não podiam ver, como também eram os pastores.

149

Assim elas foram entregues aos pastores para uma grande destruição, que as pisaram sob seus pés, e devoraram-nas.

150

Contudo o seu Senhor estava em silêncio, até que toda ovelha no campo foi destruída.

151

Os pastores e as ovelhas fora todos mesclados, juntos, mas eles não salvaram-nos do poder dos animais.

152

Então aquele que escreveu o livro subiu, exibiu-o e leu-o na residência do Senhor das ovelhas.

153

Ele pediu-lhe por eles, e orou, apontando cada ato dos pastores, e testificando diante dele contra todos eles.

154

Então, tomando o livro, ele guardou-o consigo, e apartou-se.