Primeiro livro de Enoque - Capitulo 93

O Apocalipse das Semanas

1

Depois disso, Enoque começou a falar sobre o que estava contido nos livros.

2

Ele disse: Desejo falar-vos dos filhos da Justiça, dos eleitos do mundo e da planta da retidão e da Verdade;

3

Sim, eu, Enoque, anuncio-vos, meus filhos, tudo o que me foi desvelado na visão celeste, tudo o que eu sei por intermédio da palavra do santo Anjo, e tudo o que aprendi das tábuas divinas.

4

Assim Enoque começou a falar dos livros, e disse: Eu fui o sétimo a nascer na primeira semana, quando ainda tardava o Julgamento justo.

5

Mas depois de mim, na segunda semana, grande iniquidade se levantou, e fraude espalhou-se.

6

Naquela semana o fim do primeiro acontecerá, na qual a humanidade será salva.

7

Mas quando o primeiro é completado, iniquidade crescerá; e durante a segunda semana ele executará o decreto* sobre os pecadores.

* O Dilúvio depois do primeiro (no meio do segundo) Milênio (2500 A.C.)

8

Depois disso, na terceira semana, durante sua conclusão, o homem* da planta dos justos julgamentos será selecionada; e depois dele a Planta** da retidão virá para sempre.

* O Rei Davi no fim do terceiro Milênio (1000 A.C.)
** O Messias no fim do quarto Milênio (4 A.C. até 30 D.C.)

9

Subsequentemente, na quarta semana, durante sua conclusão, a visão dos santos e dos justos será vista, a ordem de geração após geração tomará lugar, uma habitação será feita para eles.

10

Então na quinta semana, durante sua conclusão, a casa da glória e da dominação* será erigida para sempre.

* O estabelecimento (30 D.C.) e construção a Igreja através do quinto (e do sexto) Milênio

11

Depois disso, na sexta semana, todos aqueles que existirem nele serão escurecidos, os corações de todos eles estarão esquecidos da sabedoria, e nele um Homem* se levantará e virá.

* O Messias no fim do sexto Milênio

12

E durante sua conclusão Ele queimará a casa do domínio com fogo, e toda a raça da raiz eleita será dispersa*.

* A destruição de Jerusalém e o desembolso daqueles que habitam naquela terra no fim do sexto (e no começo do sétimo) Milênio

13

Depois, na sétima semana, levantar-se-á uma raça rebelde.

14

Inúmeros serão os seus atos, mas todos eles atos de perversidade.

15

No fim daquela semana serão selecionados os justos, extraídos da planta eterna da Justiça para receberem um esclarecimento sétuplo sobre toda a sua criação.

16

Depois haverá outra semana, a oitava*, da retidão, para a qual será dada uma espada para executar julgamento e justiça sobre todos os opressores.

* O começo do oitavo Milênio.

17

Os pecadores serão entregues nas mãos dos justos, os quais durante sua conclusão adquirirão habitações para sua retidão; e a casa do grande Rei será estabelecida para celebrações para sempre.

18

Depois disso, na nona semana, o julgamento da retidão será revelado para todo o mundo.

19

Toda obra de maldade desaparecerá de toda terra; o mundo será marcado para a destruição; e todos os homens estarão atentos ao caminho da integridade.

20

E depois disso, no sétimo dia da décima semana, haverá um eterno julgamento, que será executado sobre os Sentinelas; e um eterno céu espaçoso brotará no meio dos anjos.

21

O antigo céu se apartará e passará; um novo céu aparecerá; e os poderes celestiais brilharão com esplendor para sempre.

22

Depois, igualmente haverá muitas semanas, que existirão em extrema bondade e retidão.

23

O pecado nem será nomeado lá para sempre e sempre.

24

Quem haverá de estar lá, de todos os filhos dos homens, capaz de ouvir a voz do Santo sem emoção?

25

Quem haverá, capaz de pensar seus próprios pensamentos?

26

Quem será capaz de contemplar toda a obra do céu?

27

Quem, irá compreender os feitos do céu?

28

Ele poderá ver sua animação, mas não seu espírito.

29

Ele pode ser capaz de conversar lá a respeito dele, mas não de souber a ele.

30

Ele poderá ver todas as fronteiras destas coisas, e meditar sobre elas; mas ele não pode fazer nada iguais a elas.

31

Qual, de todos os homens, é capaz de entender a largura e o comprimento da terra?

32

Por quem tem sido visto as dimensões de todas estas coisas?

33

Todo homem que é capaz de compreender a extensão do céu; qual é a sua elevação, e pelo que ele é apoiado?

34

Quais são os números das estrelas; e onde todas as luminárias ficam no descanso?