Segundo livro de Enoque - Capitulo 1

A visão de Enoque

1

Havia um sábio, um grande artífice, e o Senhor dedicou-lhe seu amor e o recebeu, a ponto de fazê-lo testemunhar as mais altas moradas dos maiores e mais sábios e imutáveis reinos do Todo-Poderoso, das mais maravilhosas, gloriosas e brilhantes estações de muitos olhos dos servidores do Senhor, e o inacessível trono do Senhor; e os graus e manifestações e hostes incorpóreas e o inefável ministério e a multidão de elementos, e as várias aparições e o canto indizível das hostes dos querubins, e a luz infinita.

2

Naquele tempo, disse ele, quando completei cento e sessenta e cinco anos, gerei meu filho Matusalém.

3

Depois disso, vivi duzentos anos e, ao todo, minha vida foi de trezentos e sessenta e cinco anos.

4

No primeiro dia do primeiro mês, estava eu sozinho em minha casa descansando no meu leito, quando adormeci.

5

E quando estava adormecido, uma grande tristeza tomou conta de meu coração e chorei durante o sono, e não podia entender que tristeza era aquela, ou o que iria acontecer-me.

6

E então me apareceram dois homens, extraordinariamente grandes, como eu nunca vira antes na terra; suas faces resplandeciam como sol e os seus olhos eram como uma chama, e de seus lábios saía um canto e um fogo, variados, cor violeta na aparência; suas asas eram mais brilhantes que o ouro, suas mãos, mais brancas que a neve.

7

Eles estavam em pé, na cabeceira de meu leito, e puseram-se a chamar-me pelo nome.

8

Acordei e vi claramente aqueles dois homens, de pé, minha frente.

9

E saudei-os e fui tomado de medo, e meu semblante transformou-se pelo terror, e homens disseram:

10

“Tem coragem, Enoque não temas; o Deus eterno nos mandou a ti e, vê”!

11

“Tu hoje deverás subir aos céus conosco, e deverás dizer a teus filhos e aos da tua família tudo o que deverão fazer na casa durante tua ausência na terra, e não os deixes procurar-te até que o Senhor te devolva a eles”.

12

E não me demorei em obedecê-los e saí de minha casa, como me foi ordenado, chamei meus filhos Matusalém e Regim e Gaidade e contei-lhe todas as maravilhas que me haviam dito aqueles homens.