Livro de Melquisedeque - Capitulo 23

Deus cria a mulher

1

Tomado por um profundo sono, Adão reclinou-se no peito de seu amoroso Criador que, com carícias, o fez adormecer.

2

Em seu subconsciente surgiram os primeiros sonhos:

3

Contempla o olhar meigo do Eterno; ouve o som harmonioso da música angelical; descobre as maravilhas ao derredor: o monte Sião com seu arco-íris; o rio da vida; os prados em flor; os animais que o saúdam em festa.

4

Repetem-se em seus sonhos as cenas que o envolveram em seu anseio; olha ao derredor na esperança de encontrar seu companheiro, mas não o vê.

5

Sente-se solitário em seu sonho, e isso o faz procurar alguém com quem possa compartilhar sua existência.

6

Seu olhar estende-se por campinas verdejantes, divisando ao longe colinas floridas.

7

Enquanto caminha esperançoso, sente a brisa mansa a acariciar-lhe os cabelos macios.

8

Conversa com a brisa: “Brisa, você parece ser quem tanto procuro; você me acaricia os cabelos; beija minha face; você tem o perfume das verdes matas”.

9

“Se eu pudesse ver sua face, beijá-la-ia; se eu pudesse tocar os seus cabelos, faria longas tranças e as enfeitaria com as flores do nosso jardim!”.

10

Após caminhar em sonho pelos prados do paraíso, Adão deteve-se enquanto contemplava a paisagem ao redor.

11

Admirou-se por não ver o efeito da brisa nos ramos floridos.

12

Mas como, se a sentia suavemente no rosto?

13

Começou então a despertar de seu sonho.

14

Ainda com os olhos fechados lembrou-se do momento em que, sonolento, recostara-se no peito do Eterno.

15

Seria a brisa o afago de Suas mãos?

16

Com esta indagação abriu os olhos e emocionou-se ao contemplar uma linda mulher que, com as mãos perfumadas, acariciava-lhe a face com amor.

17

Era a brisa de seu sonho; a promessa de um Criador que só queria fazê-lo feliz.

18

Agora Adão era completo, pois tinha Eva, que era carne de sua carne e ossos de seus ossos.

19

Adão e Eva ficam admirados com a criação de Deus - Fim do sexto dia

Tomando-a pela mão, Adão convidou-a para um passeio de surpresas inesquecíveis.

20

Mostraria à sua companheira as belezas de seu lar.

21

Sensibilizada Eva detinha-se a cada passo, atraída pelas flores que exalavam suaves perfumes; pelos pássaros que gorjeavam alegres cantos; pelos animais que os seguiam submissos; pela vegetação de ricos matizes; pelas águas cristalinas do rio da vida que jorravam em cascata do monte Sião.

22

Tudo no paraíso era perfeito e belo, mas nada se igualava ao ser humano, criado à imagem de Deus.

23

Voltaram-se um para o outro em admiração e carícias.

24

Embalados por esse amor permaneceram até o entardecer.