Livro de Melquisedeque - Capitulo 29

A paz e a harmonia reinava no Éden

1

No Éden pairava a doce calma de uma perfeita paz.

2

Por todos os lados os passarinhos faziam ouvir seus alegres trinos em louvor constante ao Criador.

3

Toda a natureza a florir parecia proclamar um reino de eterna alegria.

4

Os animais em união brincavam por toda parte, sempre submissos ao homem, o senhor daquele paraíso encantador.

5

Tudo era felicidade para o casal; mas esta tornava-se mais intensa na viração daqueles dias primaveris.

6

O arrebol, que com sua beleza coloria o céu prenunciando as escuras noites, anunciava-lhes também o momento da visita diária do Eterno.

7

Juntos, sob a luz de Sua presença, passavam longo tempo em conversação.

8

Com ânimo, o casal contava ao Senhor as surpreendentes maravilhas que iam descobrindo a cada dia na natureza.

9

Deus, com carinho, descerrava-lhes o significado de cada ser.

10

Como ficavam gratos pelas lindas lições aprendidas a Seus pés!

11

A cada dia que passava maior era o amor, o respeito e a admiração pelo grandioso Criador.

12

Como Ele fora bom, trazendo-os à existência e concedendo-lhes um lar tão cheio de delícias!

13

Ao despertarem para as alegrias de cada dia vinham-lhes à lembrança as carícias e o doce canto do Eterno, que os fazia adormecer todas as noites.

14

A vida de Adão e Eva no Éden não era de ociosidade.

15

A eles foi recomendado o cuidado do jardim.

16

Sua ocupação não era cansativa, ao contrário, era agradável e revigorante.

17

O Criador indicara o trabalho como uma fonte de benefícios para o homem, a fim de ocupar-lhe a mente e fortalecer-lhe o corpo, desenvolvendo-lhe todas as faculdades.

18

Na atividade mental e física, o homem encontrava um elevado prazer.

19

Era comum ao jovem casal receber visitas de seres celestes.

20

Aos visitantes sempre tinham novidades a relatar e perguntas a fazer.

21

Passavam longo tempo ouvindo deles sobre as maravilhas do reino de luz.

22

Através desses visitantes, Adão e Eva passaram a ter amplo conhecimento da rebelião de Lúcifer e de suas eternas consequências.

23

Aos visitantes, Adão e Eva sempre pediam que lhes ensinassem os harmoniosos cânticos celestiais.

24

Como se deleitavam ao unirem as vozes ao coro angelical!