Livro de Melquisedeque - Capitulo 41

Deus promete mandar um Redentor para salvar o homem

1

Com expressão de infinita misericórdia, Deus passou a revelar ao ser humano o sentido daquele doloroso sacrifício, dizendo:

2

O inocente cordeirinho, que hoje padeceu, simboliza um homem que haverá de nascer.

3

Em seus olhos haverá a mesma meiguice, o mesmo amor.

4

Revestido por uma vida justa, como a branca lã que cobria o cordeiro, esse homem crescerá como um renovo sobre a Terra, não tendo nas mãos as algemas do pecado.

5

Em sua aparência, esse homem não trará a pompa de um rei, por isso será desprezado por muitos.

6

Será um homem de dores, pois cairá sobre si o peso de todas as provações.

7

Em sua fidelidade ao reino da luz, esse homem lutará contra o inimigo usurpador, vencendo-o finalmente.

8

Após triunfar em suas lutas, tomará sobre si o fardo de vossa condenação que lhe causará uma terrível morte.

9

Ele será traspassado por causa da vossa rebelião e moído pelas vossas iniquidades.

10

Será oprimido e humilhado, mas não abrirá a sua boca, como o cordeirinho que hoje entregou-se pacificamente.

11

Sucumbindo na morte, ele vos concederá os méritos de sua vitória.

12

Envolvidos por suas vestes de justiça estareis livres da condenação.

13

A vida eterna alcançareis assim, mediante o sacrifício desse homem justo que haverá de nascer.

14

Adão e Eva, que num misto de gratidão e dor ouviram a revelação de tão grande salvação, indagaram reverentes a respeito desse homem especial que em sua descendência haveria de surgir, a fim de cumprir tão imenso sacrifício.

15

O Criador, olhando-os ternamente, movido por um amor que supera mesmo a morte, os envolveu num carinhoso abraço e revelou:

16

“De Meu sofrimento surgirá este Homem!”.

17

Surpresos ante a declaração do Eterno, Adão e Eva ficaram imóveis, enquanto contemplavam o Seu meigo semblante.

18

Compreendendo o significado do tremendo sacrifício, prostraram-se a Seus pés e com lágrimas clamaram:

19

Nós somos merecedores da morte Senhor, mas Tu és inocente e não deves sofrer em nosso lugar!

20

Enxugando-lhes as lágrimas, o Eterno com ternura lhes falou:

21

“Meus filhos, Eu os amo com um eterno amor”.

22

Eu morrerei no lugar de vocês.

23

Ante esta confirmação, o casal ergueu a voz numa lamentação dolorosa. Diziam:

24

Nós matamos o Criador! Nós matamos o Criador!

25

Mas Deus passou a consolar o casal com palavras de esperança, dizendo:

26

Após sorver o cálice da eterna morte, Este Homem retomará a vida e subirá ao céu.

27

Intercederei ali pelo homem perdido, concedendo a todos aqueles que, arrependidos, aceitarem meu sacrifício, as vestes de minha vitória.

28

Juntos, triunfaremos finalmente sobre o reino do pecado que se desfará em cinzas sob nossos pés.

29

Criarei então um novo Céu e uma nova Terra, onde unicamente a justiça e o amor reinarão.

30

Viveremos assim para sempre, num reino de perfeita harmonia e paz.