Livro de Melquisedeque - Capitulo 63

1

Inconsciente da tristeza que abatera-se sobre o reino da luz, Adão, ao ver o sol declinar no horizonte, deixou seu trabalho no campo rumando-se para casa.

2

Tinha um cântico no coração ao caminhar para mais um encontro com os seus.

3

Ao aproximar-se do altar, viu junto dele sua companheira prostrada em pranto.

4

O pequeno Caim jazia também ali a chorar.

5

Tomando-o nos braços, Adão perguntou-lhe com anseio:

6

O que aconteceu meu filho?

7

Caim tristemente respondeu:

8

Mamãe deixou o sol ir embora.

9

Amparando o filho com seu braço esquerdo, Adão pousou sua mão direita sobre o ombro de Eva, mas não encontrou palavras para consolá-la.

10

A frase dita por seu filhinho, pareceu rasgar-lhe o coração, fazendo-o reviver a queda.

11

Depois de refletir, Adão sentindo-se culpado respondeu para Caim:

12

Foi o papai quem deixou o sol ir embora meu filho!

13

Com soluços de grande tristeza, Adão uniu-se a eles no pranto.

14

A lembrança do Salvador, contudo, o consolou.

15

Enxugando suas lágrimas e as de seu filhinho, disse-lhe com ternura:

16

Podemos nos alegrar filhinho, pois Deus prometeu fazer o sol para sempre brilhar no céu; ele será como o fogo que surge no altar, banindo as trevas da noite.

17

Com os olhinhos voltados para o último clarão do arrebol, Caim permaneceu sem consolo.

18

Naquele entardecer, não houve como de costume um alegre jantar.

19

A pequena família, entristecida, permaneceu a meditar por longas horas, até sonolentos adormecerem sob a luz das estrelas.