Livro de Melquisedeque - Capitulo 93

O Eterno aparece para Caim e pede para que se arrependa

1

O sol finalmente raiou revelando com sua luz a face transtornada de Caim.

2

Que mudança! Não brilhavam os seus olhos de felicidade ao entardecer?!

3

Todas as hostes da luz preocupavam-se com a situação infeliz de Caim.

4

Sabiam que em sua decidida rebelião, Satanás o afundaria cada vez mais em maior desespero.

5

O Criador conhecendo os planos malignos de Caim, manifestou-se a ele no alvorecer, com o propósito de ajudá-lo a compreender sua necessidade.

6

Invisível aos demais da família, o Eterno dirigiu-se a Caim e, estendendo sobre ele Sua mão amiga, perguntou-lhe:

7

Filho, por que você está tão irado?!

8

Em resposta, Caim apontando para o altar coberto de flores e frutos, respondeu:

9

Estou magoado por não teres aceito essa oferta que ofereci com tanta fé.

10

Com palavras cheias de compaixão, o Criador explicou-lhe novamente a necessidade humana da salvação, a qual somente poderia ser alcançada mediante o Seu sacrifício, que era simbolizado pela imolação do cordeiro.

11

Disse-lhe que sua oferta de gratidão somente poderia ser aceita, após o sacrifício de sangue.

12

Não conformado com as palavras do Eterno, Caim procurou justificar-se.

13

Suas palavras, contudo, que revelavam a grande mágoa de um orgulho ferido, foram finalmente interrompidas pelos conselhos finais de Deus, que estendia-lhe uma única oportunidade, para romper com sua escravidão espiritual:

14

Somente há um caminho Caim , que é de sacrifício.

15

Se você proceder conforme o seu irmão, será também aceito e abençoado com a chama da benção;

16

Se, todavia, proceder mal, terá selado o seu destino das garras da morte.

17

Após afirmar solenemente essas palavras, o Eterno despediu-se de seu filho, tornando-Se invisível.