O livro de Jasar - Capitulo 1

A criação de Adão e Eva

1

E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança, e Deus criou o homem à sua própria imagem.

2

E Deus formou o homem da terra, e soprou em suas narinas o fôlego de vida, e o homem tornou-se uma alma viva dotada de discurso.

3

E o Senhor disse: Não é bom que o homem esteja só, vou fazer-lhe uma companheira.

4

E o Senhor fez cair um profundo sono sobre Adão, e ele dormia, e Ele tirou uma das suas costelas, e Ele construiu carne sobre ela, e formou-a e trouxe-a para Adão, e Adão acordou de seu sono, e eis que uma mulher estava em pé diante dele.

5

E ele disse: Este é um osso dos meus ossos, e se chamará mulher, porque foi tomada do homem, e Adão a chamou de Eva, porque ela era a mãe de todos os viventes.

6

E Deus os abençoou e chamou seus nomes Adão e Eva no dia em que Ele os criou, e o Senhor Deus disse: Sede fecundos e multiplicai e enchei a terra.

7

E o Senhor Deus tomou o homem e sua mulher, e Ele os colocou no jardim do Éden para cuidar deles e mantê-los, e ele mandou-os e disse-lhes: De toda a árvore do jardim comerás, mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás, porque no dia em que vocês dela comerem, certamente morrerão.

8

E quando Deus abençoou e lhes ordenou, Ele se retirou da presença deles, e o homem e sua esposa moravam no jardim de acordo com o comando que o Senhor lhes havia ordenado.

9

E a serpente, que Deus criou com eles na terra, veio a eles para incita-los a transgredir o mandamento de Deus que Ele lhes havia ordenado.

10

E a serpente seduziu e convenceu a mulher a comer da árvore do conhecimento, e a mulher ouviu a voz da serpente, e ela transgrediu a palavra de Deus, e tomou o fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal, e comeu, e ela deu também a seu marido, e ele comeu.

11

E Adão e sua mulher transgrediram o mandamento de Deus que Ele lhes ordenou, e Deus sabia disso, e sua ira se acendeu contra eles e Ele os amaldiçoou.

12

E Deus os expulsou naquele dia, do jardim do Éden, para lavrar a terra de que foram tomados, e foram, e habitaram no leste do jardim do Éden, e Adão conheceu sua esposa Eva e ela teve dois filhos e três filhas.

13

E ela chamou o nome do primeiro filho Caim, dizendo, "obtive um homem do Senhor", e o nome do outro ela chamou de Abel, dizendo, "em vaidade viemos à terra, e na vaidade devemos ser tomados a partir dela".

14

E os meninos cresceram e Adão lhes deu posse na terra, Caim foi lavrador da terra, e Abel pastor de ovelhas.

15

E ao fim de alguns anos, ambos trouxeram uma oferta ao Senhor, e aproximando-se o Senhor, viu que Caim trouxera do fruto da terra, e Abel trouxera do sacrifício dos melhores primogénitos do seu rebanho, e Deus atentou a Abel e sua oferta, e um fogo desceu do Senhor do céu e a consumiu.

16

E de Caim e sua oferta o Senhor não se agradou, e Ele não atentou para ela, pois ele tinha trazido do fruto inferior da terra, diante do Senhor, e Caim invejava seu irmão Abel por conta disso, e ele procurava um pretexto para matá-lo.

17

E, algum tempo depois disto, Caim e Abel, seu irmão, foram um dia para o campo para fazer o seu trabalho, e eles estavam no campo, Caim lavrando e arando a terra, e Abel apascentando seu rebanho, e o rebanho passou na parte que Caim tinha arado no solo, e Caim se encolerizou por conta disso.

18

E Caim aproximou-se de seu irmão Abel, em raiva, e disse-lhe: O que há entre mim e ti, para tu vires apascentar o teu rebanho para o alimentar na minha terra?

19

E Abel respondeu seu irmão Caim, e disse-lhe: Que há entre mim e ti, para que tu comas da carne de meu rebanho e te vistas com a sua lã?

20

E agora, portanto, despe a lã das minhas ovelhas com que estás vestido, e recompensa-me pela carne que tu tens comido, e quando tiveres feito isso, então me retirarei de tua terra como disseste?

21

E Caim disse a seu irmão Abel, Certamente, se eu te matar neste dia, quem vai exigir o teu sangue de mim?

22

E Abel respondeu a Caim, dizendo: Certamente Deus, que nos fez na terra, ele irá vingar a minha causa, e Ele irá exigir o meu sangue de ti se tu me matares, porque o Senhor é juiz e árbitro, é Ele quem vai recompensar cada um segundo as suas obras, e aos homens ímpios de acordo com a maldade que eles fizerem na terra.

23

E agora, se tu me matares aqui, certamente Deus conhece teus segredos, e irá julgar-te segundo o mal que decidires fazer comigo neste dia.

24

E quando Caim ouviu as palavras que o seu irmão Abel havia dito, eis que a ira de Caim se acendeu contra o seu irmão Abel por declarar isso.

25

E Caim apressando-se levantou-se, e tomou a parte de ferro de seu instrumento de lavoura, feriu seu irmão e o matou, e Caim derramou o sangue de seu irmão Abel sobre a terra, e o sangue de Abel caiu sobre a terra diante do seu rebanho.

26

E em seguida Caim se arrependeu de ter matado seu irmão, e ele foi chorou amarguradamente sobre ele.

27

E Caim levantou-se e cavou um buraco no campo, em que ele colocou o corpo de seu irmão, e ele o fechou.

28

E o Senhor sabia o que Caim tinha feito a seu irmão, e apareceu a Caim e disse-lhe: Onde está Abel, teu irmão, que estava contigo?

29

E Caim mentiu, e disse: Eu não sei, eu sou o guarda do meu irmão? E o Senhor disse-lhe: Que fizeste? A voz do sangue do teu irmão clama a mim desde a terra onde o mataste.

30

Pois tu mataste teu irmão e apressas-te a esconderes, e nem ponderas-te em teu coração, se eu não o veria.

31

Mas por isso e por teres morto teu irmão por nada e porque ele falou justamente a ti, amaldiçoado sejas tu agora na terra que abriu a sua boca para receber o sangue de teu irmão da tua mão, e onde tu o enterras-te.

32

E quando a arares te faltará o vigor como no início, e espinhos e cardos serão o teu produto do chão, e serás vagabundo na terra até o dia de tua morte.

33

E naquele tempo saiu Caim da presença do Senhor, a partir do local onde estava, e ele se foi dirigindo sem rumo certo na terra em direção ao leste do Éden, ele e todos os que lhe pertenciam.

34

E Caim conheceu sua mulher naqueles dias, e ela concebeu e deu à luz um filho, e chamou Enoque seu nome, dizendo: "Neste momento o Senhor começou a dar-lhe descanso e sossego na terra".

35

E naquele tempo Caim também começou a construir uma cidade, e ele construiu a cidade e a chamou de Enoque, de acordo com o nome de seu filho, pois naqueles dias o Senhor lhe tinha dado repouso sobre a terra, e ele havia se instalado como no início.

36

E de Irad nasceu a Enoque, e Irad gerou Mechuyael e Mechuyael gerou Metusael.