O livro de Jasar - Capitulo 21

O nascimento de Isaque

1

E foi naquele tempo, ao fim de um ano e quatro meses de morada de Abraão na terra dos filisteus em Gerar, que Deus visitou a Sara, e o Senhor se lembrou dela, e ela concebeu e deu à luz um filho a Abraão.

2

E chamou Abraão o nome do filho que lhe nascera de Sara, Isaac.

3

E Abraão circuncidou o seu filho Isaac ao oitavo dia, como Deus havia ordenado Abraão para fazer à sua descendência depois dele, e Abraão tinha cem, e Sara 90 anos, quando Isaac nasceu a eles.

4

E a criança cresceu e ela foi desmamada, e Abraão fez um grande banquete no dia em que Isaac foi desmamado.

5

E Shem e Eber e todas as grandes pessoas da terra, e Abimeleque, rei dos Filisteus, e seus servos, e Ficol, o chefe do seu exército, vieram para comer e beber e regozijar-se com a festa que Abraão fez no dia do desmame de seu filho Isaac.

6

Também Tera, pai de Abraão e Naor, seu irmão, vieram de Haran, eles e todos os pertencentes a eles, pois muito se alegraram ao saber que o filho tinha nascido para Sara.

7

E eles vieram a Abraão, comeram e beberam na festa que Abraão fez no dia do desmame de Isaac.

8

E Tera e Naor se alegraram com Abraão, e permaneceram com ele durante muitos dias na terra dos filisteus.

9

E naquele tempo, Serugue, filho de Reu morreu, no primeiro ano do nascimento de Isaac, filho de Abraão.

10

E todos os dias de Serugue foram 239 anos, e morreu.

11

E Ismael, filho de Abraão foi crescendo, e ele tinha 14 anos de idade quando Sara deu Isaac a Abraão.

12

Deus estava com Ismael, filho de Abraão, e ele cresceu, e aprendeu a usar o arco e se tornou um arqueiro.

13

E, quando Isaac tinha cinco anos de idade, ele estava sentado com Ismael na porta da tenda.

14

E Ismael veio a Isaac e sentou-se em frente, e pegou o arco e colocou a flecha, e pretendia matar Isaac.

15

E Sara viu o ato que Ismael desejara fazer a seu filho Isaac, e pesou-lhe muito por conta de seu filho, e ela chamou a Abraão, e disse-lhe: Despede esta escrava e seu filho, pois o seu filho não será herdeiro com meu filho, pois assim ele procurou fazer-lhe este dia.

16

E Abraão ouviu a voz de Sara, e se levantou de madrugada, e ele pegou 12 pães e uma garrafa de água e deu a Agar, e despediu-a com seu filho, e Hagar foi com o filho para o deserto, e habitaram no deserto de Paran com os habitantes do deserto, e Ismael foi um arqueiro, e habitou no deserto por um longo período de tempo.

17

E ele e sua mãe depois foram para a terra do Egito, e habitaram ali, e Hagar tomou uma esposa para seu filho do Egito, e seu nome era Meribá.

18

E a mulher de Ismael concebeu e lhe deu quatro filhos e duas filhas, e Ismael e sua mãe, e sua esposa e filhos, voltaram mais tarde para o deserto.

19

E eles montaram tendas no deserto, em quais moravam, e eles continuavam a viajar e depois de descansava mensal e anualmente.

20

E Deus deu a Ismael rebanhos, gado e tendas por conta de seu pai Abraão.

21

Ismael morava no deserto em tendas, viajando e descansando por um longo tempo, e ele não via seu pai.

22

E, em algum tempo depois, Abraão disse a Sara, sua mulher, eu vou ver o meu filho Ismael, pois eu tenho desejo de vê-lo, porque eu não o vejo há muito tempo.

23

E Abraão montou um de seus camelos e se dirigiu ao deserto para procurar seu filho Ismael, para saber como que ele estava morando em uma tenda no deserto, com tudo que lhe pertence.

24

E Abraão foi para o deserto, e chegou à tenda de Ismael ao meio-dia, e ele perguntou por Ismael, e ele encontrou a esposa de Ismael sentada na barraca com seus filhos, e Ismael seu marido estava com eles.

25

E Abraão e pediu à esposa de Ismael, dizendo: Onde está Ismael? E ela disse: Ele foi para o campo para caçar, e Abraão ainda estava montado em cima de seu camelo, para que não descesse para o chão como ele havia jurado a sua esposa Sara, que ele não iria sair do camelo.

26

E Abraão disse, minha filha, dá-me um pouco de água para eu beber, pois estou cansado da viagem.

27

E a mulher de Ismael respondeu, e disse a Abraão: Não temos nem água nem pão, e ela continuou sentado na tenda e não honrou Abraão, nem lhe perguntou quem ele era.

28

Mas ela estava batendo em seus filhos na tenda, e ela estava xingando eles, e ela também amaldiçoou Ismael seu marido e ofendendo-o, e Abraão ouviu as palavras da esposa de Ismael para com seus filhos, e ele ficou muito irritado e descontente.

29

E chamou Abraão a mulher que saísse a ele da tenda, e a mulher veio e parou em frente a Abraão, e Abraão ainda estava montado em cima do camelo.

30

E Abraão disse à esposa de Ismael; quando o teu marido retornar a casa, diz estas palavras a ele.

31

Um homem muito velho da terra dos filisteus, veio aqui em busca de ti, e assim era a sua aparência e figura, eu não lhe perguntei quem ele era, e vendo que não estavas aqui ele falou-me e disse: Quando Ismael teu marido retornar fala-lhe, assim, que este homem diz; "Quando virás tu a casa arrumar esta estaca da tenda que tens colocado aqui, e colocar outra estaca no seu lugar".

32

E tendo Abraão terminado suas instruções para a mulher, virou-se e partiu com o camelo para casa.

33

E Ismael veio da caçada com sua mãe, e voltou para a tenda, a sua esposa falou estas palavras a ele.

34

Um homem muito velho da terra dos filisteus, veio procurar-te, e, portanto, esta era sua aparência e figura, mas eu não lhe perguntei quem ele era, e vendo que não estavas em casa ele disse-me: Quando o teu marido vier para casa diz-lhe: Assim diz o velho, Remove a estaca da tenda que tens aqui e coloca outra no seu lugar.

35

E Ismael ouviu as palavras de sua esposa, e ele sabia que era seu pai, e que sua esposa não o havia honrado.

36

E Ismael compreendeu as palavras de seu pai, que ele tinha falado com sua esposa, e Ismael ouviu a voz de seu pai, e Ismael expulsou aquela mulher e ela foi embora.

37

E Ismael depois foi para a terra de Canaã, e ele tomou outra mulher e ele levou-a para sua tenda para o lugar onde ele então morava.

38

E, ao fim de três anos, Abraão disse, eu vou de novo procurar meu filho Ismael, porque eu não sei nada dele por um longo tempo.

39

E montou o seu camelo e foi para o deserto, e chegou à tenda de Ismael ao meio-dia.

40

E ele perguntou depois por Ismael, e sua esposa saiu da tenda e disse: Ele não está aqui, meu senhor, pois ele foi caçar nos campos para alimentar os camelos, e a mulher disse a Abraão; entre o meu senhor na tenda, e coma um bocado de pão, pois tua alma deve estar cansada por causa da viagem.

41

E Abraão disse a ela, eu não vou parar porque estou com pressa em continuar a minha viagem, mas da me um pouco de água para beber, porque tenho sede, e a mulher se apressou e correu para dentro da barraca e ela trouxe água e pão a Abraão, que colocou diante dele e ela pediu-lhe para ele comer, e ele comeu e bebeu e seu coração foi consolado e ele abençoou seu filho Ismael.

42

E ele terminou sua refeição e ele abençoou o Senhor, e ele disse à esposa de Ismael, quando Ismael vier para casa diz-lhes estas palavras a ele.

43

Um homem muito velho da terra dos filisteus, veio aqui e perguntou por ti, e tu não estavas aqui, e eu trouxe para fora pão e água e ele comeu e bebeu e seu coração foi consolado.

44

E ele disse estas palavras para mim: Quando Ismael teu marido vier para casa, diz a ele, o prego da tua tenda é muito bom, não o coloques fora da tenda.

45

E Abraão terminou de falar à mulher, e ele partiu para sua casa, para a terra dos filisteus, e quando Ismael chegou à sua tenda, sua esposa saiu para encontrá-lo com alegria e um coração alegre.

46

E ela lhe disse: Um velho homem veio aqui da terra dos filisteus e, assim e assim era sua aparência, e ele perguntou por de ti e tu não estavas aqui, então eu trouxe pão e água, e ele comeu e bebeu e seu coração foi consolado.

47

E ele disse estas palavras para mim, quando Ismael teu marido vier para casa diz-lhe: O prego da tua tenda é muito bom, não o coloques fora da tenda.

48

E Ismael sabia que era seu pai, e que sua esposa o tinha honrado, e o Senhor abençoou Ismael.