O livro de Jasar - Capitulo 22

Ismael retorna ao seu pai, com suas esposas e filhos. Abraão e a volta para Canaã

1

E Ismael, então levantou-se e levou sua esposa, seus filhos e seu gado e tudo que pertencia a ele, e viajou de lá e foi para seu pai, na terra dos Filisteus.

2

E Abraão relatou a seu filho Ismael o que ocorrera com sua primeira esposa, de acordo com o que ela fez.

3

E Ismael e os filhos ficaram por muitos dias com Abraão naquela terra, e Abraão habitou na terra dos filisteus um longo tempo.

4

E os dias foram passando e passados 26 anos, Abraão com seus servos e todos os que pertenciam a ele, partiram da terra dos filisteus e havendo percorrido uma grande distância, eles vieram para perto de Hebron, e permaneceram lá, e os servos de Abraão cavaram poços de água, e Abraão e todos pertencentes a ele habitaram junto da água, e os servos de Abimeleque, rei dos filisteus, ouviram as novas de que os servos de Abraão haviam cavado poços de água nas fronteiras da terra.

5

E eles vieram e brigaram com os servos de Abraão, e roubaram-lhes o poço grande, que haviam cavado.

6

E Abimeleque, rei dos filisteus tendo ouvido falar deste assunto, veio a Abraão com Ficol, capitão do seu exército com mais vinte dos seus homens, e Abimeleque falou a Abraão a respeito dos seus servos, e Abraão repreendeu a Abimeleque sobre o bem de que seus servos lhe tinham roubado.

7

E Abimeleque disse a Abraão: Vive o Senhor, que criou toda a terra, não me fizeram ouvir do ato que os meus servos fizeram aos teus servos, até este dia.

8

E Abraão tomou sete cordeiros e os deu a Abimeleque, dizendo: toma estes, eu peço-te, de minhas mãos, e que eles possam ser um testemunho para mim de que eu cavei esse poço.

9

E Abimeleque tomou os sete cordeiros que Abraão tinha dado a ele, pois ele tinha também lhe dado gado e manadas em abundância, e Abimeleque jurou a Abraão sobre o poço, por isso se chamou aquele poço de Berseba, pois ali tanto juraram a respeito.

10

E ambos fizeram aliança em Berseba, e se levantou Abimeleque, com Ficol, o chefe do seu exército e todos os seus homens, e eles voltaram para a terra dos filisteus, e Abraão e todos os pertencentes a ele habitaram em Berseba e ele esteve naquela terra por muito tempo.

11

E Abraão plantou um grande bosque em Berseba, e ele fez nele quatro entradas de frente para os quatro lados da terra, e plantou uma vinha, de modo que se um viajante viesse a Abraão, ele entraria qualquer entrada que estava em seu caminho, e permaneceria lá, comeria e beberia e seria satisfeito e depois partiria.

12

Pois a casa de Abraão estava sempre aberta para os filhos dos homens que passavam e tornavam a passar, que vinham diariamente para comer e beber na casa de Abraão.

13

E qualquer homem que tinha fome e viesse à casa de Abraão, Abraão lhe daria pão para que ele pudesse comer e beber e ficar satisfeito, e qualquer um que viesse nu a sua casa, ele iria vesti-lo com roupas que ele pudesse escolher e dar-lhe ouro e prata e dar a conhecer-lhe o Senhor que havia criado na terra, e assim fez Abraão toda a sua vida.

14

E Abraão e seus filhos , habitaram em Berseba, e ele estendeu suas tendas, por Hebron.

15

E o irmão de Abraão, Naor, e seu pai e todos pertencentes a eles, habitaram em Haran, pois eles não vieram com Abraão para a terra de Canaã.

16

E crianças nasceram a Naor, que Milca, filha de Harã, e irmã de Sara, esposa de Abraão, gerou para ele.

17

E estes são os nomes dos que lhe nasceram Uz, Buz, Quemuel, Kesed, Chazo, Pildas, Tidlaf, e Betuel, sendo oito filhos, estes são os filhos de Milca que ela deu a Naor, irmão de Abraão.

18

E Naor tinha uma concubina e seu nome era Reumá, e também deu a Naor, Zebach, Gachash, Tachash e Maaca, quatro filhos.

19

E os filhos que nasceram a Naor eram 12 filhos, além de suas filhas, e eles também tiveram crianças nascidas deles em Haran.

20

E os filhos de Uz o primogênito de Naor era Abi, Cheref, Gadin, Melus, e Débora, irmã deles.

21

E os filhos de Buz foram Berachel, Naamath, Sheva e Madonu.

22

E os filhos de Quemuel foram Aram e Rechob.

23

E os filhos de Kesed foram Anamlech, Meshai, Benon e Yifi, e os filhos de Chazo foram Pildas, Mechi e Opher.

24

E os filhos de Pildas foram Arud, Chamum, Mered e Moloch.

25

E os filhos de Tidlaf foram Mushan, Cusã e Mutzi.

26

E os filhos de Betuel foram Sechar, Labão e sua irmã Rebeca.

27

Estas são as famílias dos filhos de Naor, que nasceram a eles em Haran, e Aram, filho de Quemuel e Rechob seu irmão partiram de Haran, e encontraram um vale, na terra junto ao rio Eufrates.

28

E eles construíram uma cidade lá, e chamaram o nome da cidade após o nome de Petoro filho de Arão, que é Aram Naherayim até este dia.

29

E os filhos de Kesed também peregrinaram, procurando encontrar um lugar para morar, e eles foram e encontraram um vale oposto à terra de Sinar, e habitaram ali.

30

E eles lá construíram uma cidade, e chamaram-na pelo nome de Kesed, nome de seu pai, que é a terra de Kesdim até o dia de hoje, e os caldeus habitavam naquelas terras, e frutificaram e multiplicaram-se muito.

31

E Tera, pai de Naor e Abraão, tomou outra mulher na sua velhice, e seu nome era Pelilah, e ela concebeu e lhe deu um filho e chamou o seu nome Zoba.

32

Tera viveu 25 anos, depois que gerou Zoba.

33

E morreu Tera no trigésimo quinto ano do nascimento de Isaac, filho de Abraão.

34

e os dias de Tera foram duzentos e cinco anos, e foi enterrado em Haran.

35

E Zoba o filho de Tera viveu 30 anos e gerou Aram, Achlis e Merik.

36

E Aram, o filho de Zoba, filho de Tera, tinha três esposas e gerou 12 filhos e três filhas, e o Senhor deu a Aram, riquezas e posses, e abundância de gado, e ovelhas e bois, e o homem se engrandeceu muito.

37

E Aram o filho de Zoba, e seu irmão e toda a sua família viajaram de Haran, e eles foram morar onde eles pudessem encontrar um lugar, pois a sua propriedade era grande demais para permanecer em Haran, porque não conseguiam ficar em Haran, juntamente com seus irmãos, os filhos de Naor.

38

E Aram, foi com os seus irmãos, e eles acharam um vale, a certa distância para o oriente e habitaram ali.

39

E eles também construíram uma cidade lá, e eles chamaram o seu nome de Aram, segundo o nome do seu irmão mais velho, que é Aram Zoba até este dia.

40

E Isaac, filho de Abraão foi crescendo, naqueles dias, e seu pai Abraão ensinou-lhe o caminho do Senhor e a conhecer ao Senhor, e o Senhor era com ele.

41

E quando Isaac tinha 37 anos de idade, Ismael, seu irmão estava com ele na tenda.

42

E Ismael vangloriou-se de si mesmo para Isaac, dizendo: Eu tinha treze anos quando o Senhor falou com o meu pai para nos circuncidar, e eu fiz de acordo com a palavra do Senhor, que falou com o meu pai, e eu dei minha alma ao Senhor, e eu não transgredi a palavra que Ele ordenou a meu pai.

43

E respondeu Isaac a Ismael, dizendo: Por que te gabas tu sobre isso, acerca dum pouco de tua carne que tu tiraste de teu corpo, segundo o que o Senhor ordenou?

44

Vive o Senhor, o Deus de meu pai Abraão, que se o Senhor dissesse para o meu pai, toma agora o teu filho Isaac e dá o como uma oferta diante de mim, eu não iria abster-se, mas com alegria a Ele me juntaria.

45

E o Senhor ouviu a palavra que Isaac falou a Ismael, e pareceu bom aos olhos do Senhor, e Ele pensou em provar Abraão nesta matéria.

46

E chegou o dia em que os filhos de Deus vieram e se colocaram diante do Senhor, e Satanás também veio com os filhos de Deus diante do Senhor.

47

E disse o Senhor a Satanás: De onde vens? E Satanás respondeu ao Senhor e disse, de ir para lá e para cá na terra, e de andar para cima e para baixo na Terra.

48

E disse o Senhor a Satanás: Qual é a tua palavra para mim sobre todos os filhos da Terra? E Satanás respondeu ao Senhor e disse: Eu tenho visto todos os filhos da terra, que te servem e se lembram de ti quando precisam de alguma coisa de ti.

49

E quando tu lhes dás as coisas que eles exigem de ti, eles se sentam à vontade, e te desamparam e eles não se lembram de mais de ti.

50

Viste Abraão, filho de Tera, que a princípio não tinha filhos, e serviu-te e erigia altares a ti onde quer que ele fosse, e ele trouxe ofertas sobre eles, e ele proclamou o teu nome continuamente a todos os filhos da terra.

51

E agora que seu filho Isaque lhe nasceu, ele te abandonou, ele fez uma grande festa para todos os moradores da terra, e do Senhor ele se esqueceu.

52

Pois no meio de tudo o que ele fez, ele não te fez nenhuma oferta, nem holocausto, nem oferta de paz, nem boi, nem cordeiro, nem de cabra, de tudo o que ele matou no dia em que seu filho foi desmamado.

53

E partir do momento do nascimento de seu filho até agora, com 37 anos, ele não construiu mais nenhum altar a ti, nem trouxe qualquer oferta para ti, pois já recebeu de ti o que de ti queria, e, portanto, abandonou-te.

54

Disse o Senhor a Satanás: Consideras-te bem porventura o meu servo, Abraão? Pois não há ninguém como ele na terra, um homem reto e perfeito diante de mim, que teme a Deus e se afasta do mal, e tão certo como eu vivo, que se eu lhe disser: oferece Isaac, teu filho diante de mim, ele o faria, e não me negaria, e o traria mais depressa do que se eu lhe dissesse para trazer-me um holocausto diante de mim de seus rebanhos ou manadas.

55

E Satanás respondeu ao Senhor e disse: Fala, então agora a Abraão como disseste, e tu verás se ele não transgride teu mandamento nesse dia e deixa de lado as tuas palavras.