O livro de Jasar - Capitulo 26

O nascimento de Esaú e Jacó. A morte de Abraão

1

E no ano quinquagésimo nono ano da vida de Isaac, filho de Abraão, Rebeca, sua mulher ainda era estéril na.

2

E Rebecca disse a Isaque, Verdadeiramente eu ouvi, meu senhor, que a tua mãe Sara era estéril em seus dias até que Abraão, teu pai, orou por ela ao Senhor e ela concebeu.

3

Agora, levanta-te, ora tu a Deus e Ele vai ouvir a tua oração e lembrar-se de nós através de suas misericórdias.

4

E Isaac respondeu sua esposa Rebecca, dizendo: Abraão já orou por mim a Deus para multiplicar a sua semente, pois, agora esta esterilidade deve proceder para nós de ti.

5

E Rebecca disse-lhe: Levanta-te agora tu também, e ora, para que o Senhor possa ouvir a tua oração e conceder-me filhos, e Isaac deu ouvidos às palavras de sua esposa, e Isaac e sua esposa se levantaram e foram para a terra de Moriá a orar lá e buscar ao Senhor, e quando eles haviam chegado a esse lugar, Isaac levantou-se e orou ao Senhor por sua esposa porque ela era estéril.

6

E disse Isaque; Ó Senhor, Deus do céu e da terra, cuja bondade e misericórdia preenchem a terra, tu que tiraste o meu pai da casa de sua terra natal, e o trouxeste a esta terra, e falaste que a ele e sua descendência darias a terra, e tu prometes-te e declararas-te: Eu multiplicarei a tua descendência como as estrelas do céu e como a areia do mar, que possam agora ser verificadas tuas palavras que tu falaste para o meu pai.

7

Porque tu és o Senhor, nosso Deus, nossos olhos estão em ti para nos dar semente de homens, como tu nos prometeste fazer, pois tu és o Senhor, nosso Deus, e nossos olhos estão voltados para ti somente.

8

E o Senhor ouviu a oração de Isaac, filho de Abraão, e se apiedou para ele e Rebeca, sua mulher, concebeu.

9

E cerca de sete meses depois, dois filhos lutavam dentro dela, e doía-lhe muito e estava cansada por causa deles, e ela disse a todas as mulheres que estavam na terra; aconteceu-vos alguma vez uma coisa dessas a vocês, como sucedeu para mim? E elas disseram: não.

10

E ela disse-lhes: Por que estou sozinha nisto, entre todas as mulheres que existem em cima da Terra? E ela foi para a terra de Moriá a buscar o Senhor por conta disso, e ela foi a Shem e Eber seu filho a fazer perguntas a eles para que eles procurassem Senhor neste assunto.

11

Ela também pediu a Abraão para consultar o Senhor sobre tudo o que tinha acontecido a ela.

12

E todos eles consultaram o Senhor quanto a este assunto, e eles trouxeram a palavra do Senhor e disseram-lhe: Duas crianças estão em teu ventre, e dois povos se levantarão a partir deles; e uma nação deve ser mais forte do que a outra, e o maior servirá o menor.

13

E, quando os seus dias de gravidez foram cumpridos, ela se ajoelhou, e eis que havia gémeos no seu ventre, como o Senhor tinha falado com ela.

14

E saiu o primeiro todo vermelho como um vestido cabeludo, e todo o povo da terra lhe deu o nome de Esaú, dizendo que este foi feito completo desde o ventre.

15

E depois saiu o seu irmão, e sua mão pegou o calcanhar de Esaú, e por isso lhe deram o nome de Jacob.

16

E Isaac, filho de Abraão, tinha 60 anos de idade, quando eles nasceram.

17

E os meninos cresceram e no seu décimo quinto ano, e eles vieram perante a assembleia dos homens. Esaú era um homem engenhoso e enganoso, e um caçador especialista no campo, e Jacob era um homem perfeito e sábio, que habitava em tendas, alimentando rebanhos, aprendendo os mandamentos do Senhor e os comandos de seu pai e mãe.

18

E Isaac e os filhos de sua casa moravam com seu pai Abraão, na terra de Canaã, como Deus havia ordenado.

19

E Ismael, filho de Abraão partiu com seus filhos e tudo que pertence a eles, e eles voltaram para a terra de Havilá, e habitaram ali.

20

E todos os filhos de concubinas de Abraão foram morar na terra do Oriente, pois Abraão despediu-os do seu filho, e deu-lhes presentes, e eles partiram para longe.

21

E Abraão deu tudo o que tinha a seu filho Isaac, e também lhe deu todos os seus tesouros.

22

E ordenou-lhe, Não sabes tu e compreendes que o Senhor é Deus no céu e na terra, e não há outro além dele?

23

E foi ele que me tirou da casa de meu pai, e de minha cidade natal, e me deu todas as delícias sobre a terra, que me livrou do conselho dos ímpios, pois nele eu confiei.

24

E ele me trouxe a este lugar, e ele me livrou em Casdim Ur, e ele me disse: à tua descendência darei todas estas terras, e eles herdarão quando eles guardarem meus mandamentos, meus estatutos e os meus juízos que te ordenei, e que eu lhes ordenar.

25

Agora, pois, meu filho, ouve a minha voz, e guarda os mandamentos do Senhor teu Deus, que te ordenei, não saias do caminho certo nem para a direita nem para a esquerda, a fim de que Ele pode ser bom contigo e com os teus filhos depois de ti para sempre.

26

E lembra-te as obras maravilhosas do Senhor, e da sua bondade que ele tem mostrado para nós, pois nos livrou das mãos dos nossos inimigos, e que o Senhor nosso Deus os levou a cair em nossas mãos, e agora, portanto, mantem tudo o que te ordenei, e não te desvies dos mandamentos de teu Deus, e não sirvas mais ninguém além dele, a fim de que possa ir bem contigo e com a tua descendência depois de ti.

27

E ensina os teus filhos e a tua descendência nos mandamentos do Senhor e seus estatutos, e ensina-lhes o caminho reto em que devem andar, a fim de que ele possa estar com eles para sempre.

28

E Isaac respondeu a seu pai e disse: O que o meu Senhor ordenou eu faço, e não vou me afastar dos comandos do Senhor meu Deus, eu vou manter tudo o que Ele mandou, e Abraão abençoou seu filho Isaac, e também seus filhos, e ensinou a Jacob a instrução do Senhor e seus caminhos.

29

E foi nesse momento que Abraão morreu no décimo quinto ano da vida de Jacob e Esaú, os filhos de Isaac, e todos os dias de Abraão foram 175 anos, e ele morreu e foi reunido ao seu povo em boa velhice, velho e satisfeito de dias, e Isaac e Ismael, seus filhos, o sepultaram.

30

E, quando os habitantes de Canaã ouviram que Abraão estava morto, todos eles vieram com seus reis e príncipes e todos os seus homens para enterrar Abraão.

31

E todos os habitantes da terra de Haran, e todas as famílias da casa de Abraão, e todos os príncipes e nobres, e os filhos de Abraão das concubinas, todos vieram quando souberam da morte de Abraão, e pagaram a bondade de Abraão, e confortou Isaac seu filho, e sepultaram Abraão na caverna que ele comprou de Efrom, o heteu e seus filhos, para possuírem um lugar de sepultamento.

32

E todos os habitantes de Canaã, e todos aqueles que haviam conhecido Abraão, choraram Abraão por um ano inteiro, e os homens e mulheres choraram por ele.

33

E todas as crianças, e todos os habitantes da terra choraram por causa de Abraão, pois Abraão tinha sido bom para todos eles, e porque ele tinha sido reto com Deus e com os homens.

34

E nunca mais se levantou um homem temente a Deus, como Abraão, pois ele temia seu Deus desde a sua juventude, e serviu ao Senhor, e tinha andado em todos os seus caminhos durante sua vida, desde sua infância até ao dia de sua morte.

35

E o Senhor estava com ele e o livrou do conselho de Ninrod e seu povo, e quando ele fez guerra contra os quatro reis de Elão, ele prevaleceu.

36

E ele trouxe todos os filhos da terra para o serviço de Deus, e ele ensinou-lhes os caminhos do Senhor, e os levou a conhecer ao Senhor.

37

E ele plantou um bosque e uma vinha nele, e ele sempre tinha preparada em sua tenda, carne e bebida para aqueles que passavam pela terra, para que eles pudessem satisfazer-se em sua casa.

38

E o Senhor Deus livrou toda a terra por conta de Abraão.

39

E foi depois da morte de Abraão, que Deus abençoou seu filho Isaac e seus filhos, e o Senhor estava com Isaac como tinha sido com seu pai Abraão, e Isaac guardou todos os mandamentos do Senhor, como Abraão, seu pai lhe havia ordenado, ele não se desviou para a direita ou para a esquerda do caminho certo que o seu pai lhe tinha ordenado.