O livro de Jasar - Capitulo 35

O medo de deus veio sobre os cananeus

1

E todos os reis dos amorreus, se reuniram no campo para consultar com seus conselheiros o que deveria ser feito com os filhos de Jacó, pois eles ainda estavam com medo deles, dizendo: Eis que dois deles mataram toda a cidade de Siquém.

2

E o Senhor ouviu as orações de Isaque e Jacó, e ele encheu os corações de todos estes conselheiros dos reis, com muito medo e terror, e por unanimidade exclamaram:

3

Endoideceram neste dia, ou não há entendimento em vocês, para que vocês declarassem guerra com os hebreus, e por que vocês se agradam em vossa própria destruição neste dia?

4

Eis que dois deles vieram para a cidade de Siquém, sem medo ou terror, e mataram todos os habitantes da cidade, e nenhum homem se levantou contra eles, e como vocês serão capazes de lutar com todos eles?

5

Certamente vocês sabem que o seu Deus é muito afeiçoado a eles, e tem feito coisas poderosas para eles, como não foram feitos desde os dias da antiguidade, e entre todos os deuses das nações, não há ninguém que possa fazer como os seus grandes feitos.

6

Certamente Ele livrou seu pai Abraão, o hebreu, da mão de Nimrod, e da mão de todo o seu povo que tinham muitas vezes procurado matá-lo.

7

Ele livrou-o também do fogo em que o rei Nimrod tinha lançado ele, e seu Deus o livrou.

8

E quem mais pode fazer o mesmo? Certamente que foi Abraão quem matou os cinco reis de Elão, quando eles tocaram no filho de seu irmão, que na época morava em Sodoma.

9

E tomou os seus servos, que eram fieis em sua casa e alguns de seus homens, e eles perseguiram os reis de Elão, e os matou a noite, e resgatou o filho de seu irmão e todos os seus pertences que haviam tirado dele.

10

E certamente vocês conhecem o Deus destes hebreus que muito se agrada com eles, e eles também estão muito satisfeitos com ele, pois sabem que ele livrou-os de todos os seus inimigos.

11

E eis que através do seu amor para com o seu Deus, Abraão levou seu filho único e precioso e pretendia trazê-lo em holocausto ao seu Deus, e se não tivesse sido por Deus, que o impediu de fazer isso, ele teria então feito isso por seu amor ao seu Deus.

12

E Deus viu todas as suas obras, e jurou-lhe, e lhe prometeu que ele iria livrar seus filhos e toda a sua descendência de todos os problemas que se abatessem sobre eles, porque tinha feito isso, e por amor ao seu Deus, havia sufocado sua compaixão para com seu filho.

13

E vocês não ouviram o que seu Deus fez a Faraó, rei do Egito, e Abimeleque rei de Gerar, através da adopção de esposa de Abraão, que disse a ele, ela é minha irmã, para que não o matassem por causa dela, e pensaram em levá-la para sua esposa? E o que Deus lhes fez e a seu povo tudo o que você ouviu falar.

14

E eis que, nós mesmos vimos com nossos olhos que Esaú, o irmão de Jacó, veio a ele com 400 homens, com a intenção de matá-lo, pois ele se lembrou que tinha tirado dele a bênção de seu pai.

15

E ele foi se encontrar com ele quando ele veio da Síria, para ferir a mãe com os filhos, e quem o livrou a ele de suas mãos senão seu Deus em quem ele confiava? livrou-a mão de seu irmão e também das mãos de seus inimigos, e com certeza ele irá novamente protegê-los.

16

Quem não sabe Deus, que os inspirou com força para fazer à cidade de Siquém, o mal que você ouviu falar?

17

Poderia, então ser com sua própria força que dois homens pudessem destruir uma cidade tão grande como Siquém, se não fosse por seu Deus em quem confiaram? e fez toda esta matança dos habitantes em sua cidade.

18

E então, poderão vocês prevalecer contra eles que saem juntos de vossas cidades para lutar com todos eles, mesmo que mil vezes mais viessem vos assistir?

19

Certamente você sabem e entendem que vocês não irão lutar com eles, mas vocês vem à guerra contra o seu Deus, que fez a escolha deles, e vocês, por isso, todos se reuniram neste dia para serem destruídos.

20

Agora, abstenham-se deste mal em que vocês estão se esforçando para trazer sobre si, e vai ser melhor para vocês não irem para a batalha com eles, apesar de serem poucos em números, porque o seu Deus está com eles.

21

E quando os reis dos amorreus, ouviram todas as palavras de seus conselheiros, seus corações ficaram cheios de terror, e eles estavam com medo dos filhos de Jacó e não lutaram contra eles.

22

E eles inclinaram os seus ouvidos para as palavras de seus conselheiros, e escutaram a todos as suas palavras, e as palavras dos conselheiros agradaram muito aos reis, e eles fizeram isso.

23

E os reis se tornaram e abstiveram-se de pelejar contra os filhos de Jacó, pois eles não se atreviam a aproximar-se para fazer guerra com eles, pois eles tinham muito medo deles, e seus corações estavam derretidos dentro deles com medo deles.

24

Pois isto procedia do Senhor para eles, pois ele ouviu as orações de seus servos Isaac e Jacó, pois que confiavam nele, e todos estes reis, voltaram com seus acampamentos nesse dia, cada um à sua própria cidade, e eles não fizeram dessa vez guerra, com os filhos de Jacó.

25

E os filhos de Jacó mantiveram-se em seu posto naquele dia até à noite, em frente monte Siom, e vendo que esses reis não vinham mais para pelejar contra eles, os filhos de Jacó voltaram para casa.