O livro de Jasar - Capitulo 56

Depois de habitar dezessete anos no Egito Jacó morre

1

E Jacó viveu na terra de Mitzraim (Egipto), dezessete anos, e os dias de Jacó e os anos de sua vida foram cento e quarenta e sete anos.

2

Naquela época Jacó foi atacado com uma doença da qual ele morreu, e ele mandou chamar por seu filho José em Mitzraim (Egipto) e seu filho José veio de Mitzraim (Egipto) e José veio a seu pai.

3

E Jacó disse a José e a seus filhos: Eis que eu morrerei, e o Deus de seus ancestrais irá visitá-los, e levá-los de volta para a terra, que O Senhor jurou dar vos, e aos seus filho, agora pois, quando eu estiver morto, enterrem-me na caverna que está em Macpela, em Hebron, na terra de Canaan, perto de meus antepassados.

4

E Jacó fez seus filhos jurarem enterrá-lo em Macpela, em Hebron, e seus filhos juram-lhe sobre este assunto.

5

E comandou-os, dizendo: Sirvam a Deus vosso Criador, pois aquele que livrou seus pais, também irá livrá-los de todos os problemas.

6

E Jacó disse: Chamem todos os seus filhos a mim; E todos os filhos dos filhos de Jacó vieram e sentaram-se diante dele, e Jacó abençoou-os, e ele disse-lhes: Que o Deus de seus pais concedam-lhes mil vezes mais, e te abençoem, e que Ele possa dar-lhes a bênção de seu pai, Abraão; e todos os filhos dos filhos de Jacó saíram naquele dia, depois dele os ter abençoado.

7

E no dia seguinte, Jacó chamou novamente por seus filhos, e eles todos reuniram-se e vieram a ele e sentaram-se diante dele, e Jacó naquele dia abençoou seus filhos antes de sua morte, cada homem ele abençoou de acordo com a sua bênção; Eis que está escrito no livro da lei de Deus relativos a Yaoshorul (Israel).

8

E Jacó disse a Judá: Eu sei meu filho, que tu és um homem poderoso para teus irmãos; reina sobre eles e teus filhos reinarão sobre seus filhos para sempre.

9

Ensina apenas a teus filhos o arco e todas as armas de guerra, a fim de que eles possam combater nas batalhas de seus irmãos que governem sobre seus inimigos.

10

E Jacó comandou novamente seus filhos nesse dia, dizendo: Eis que estarei neste dia reunindo-me ao meu povo; levem-me de Mitzraim (Egipto) e enterrem-me na caverna de Macpela como eu vos mandei.

11

Prestem atenção, pois peço que nenhum dos vossos filhos me carregue apenas vocês, e isso é o modo como vocês devem me fazer a mim, quando vocês levarem meu corpo para a terra de Canaan, para me enterrarem.

12

Yaohuhdah (Judá), Issachar e Zebulom incluidos carregarão meu caixão do lado oriental; Ruben, Shamiul (Simeão) e Gad no Sul, Ephraim, Manasseh e Benyamim no ocidental, Dan, Asher e Naftali no norte.

13

Não deixem Levi levar com vocês, pois ele e seus filhos levarão a Arca da Aliança de Deus com os israelitas no acampamento, nem deixem José meu filho levar, pois como um rei, então deixe ele sua honra e Efraim e Manasseh devem estar em seu lugar.

14

Assim vocês devem fazer a mim quando vocês me levarem; não negligenciem qualquer coisa de tudo o que eu mandei a vocês; e quando isto passar ao fazerem a mim, que O Senhor se lembre favoravelmente de vocês, e seus filhos depois de vocês para sempre.

15

E vocês meus filhos, honre cada um seu irmão e seus parentes, e mandem seus filhos e os filhos de seus filhos após vocês. Servir a Yaohuh, o Deus de seus antepassados todos os dias.

16

Para que vocês possam prolongar seus dias na terra, você e seus filhos e os filhos de seus filhos sempre, que fizerem o que é bom e reto aos olhos de Deus, vosso Senhor, andando em todos os seus caminhos.

17

E tu, meu filho José, perdoa, peço os erros de teus irmãos e todos as suas transgressões, e o prejuízo que eles jogaram sobre ti, pois O Senhor permitiu isto, para teu benefício e benefício de teus filhos.

18

E meu filho, não abandones teus irmãos aos habitantes de Mitzraim, nem machuque seus sentimentos, pois eis que eu consigno para a mão do Senhor e na tua mão, para protegê-los dos mitzri(egípcios); e os filhos de Jacó responderam a seu pai dizendo: Oh nosso pai, tudo o que tu nos ordenaste, assim vamos fazer; para que Deus esteja conosco.

19

E Jacó disse a seus filhos: Assim, Deus estará com vocês, quando vocês mantiverem todos os seus caminhos; não saíam de seus caminhos, ou para a direita, ou a esquerda, e façam o que é bom e reto em seus olhos.

20

Porque sei que muitos e graves problemas irão acontecer nos últimos dias na terra, sim, a seus filhos e os filhos de seus filhos, apenas sirvam a Deus e ele irá salvar vocês de todos os problemas.

21

E isto virá a se passar quando vocês estiverem seguindo a Deus e a servi-lo, e vão ensinar seus filhos depois de vocês, e os filhos de seus filhos a conhecerem a Deus, e então Deus levantará de seus filhos um servo de entre seus filhos, e Deus vai livrar vocês através de sua mão de todas as tribulações, e trazê-los para fora de Mitzraim e trazê-los para o terra de seus pais, para herdá-la com segurança.

22

E Jacó terminou de ordenar seus filhos, e colocou seus pés na cama, e morreu, e foi levado pelo seu povo.

23

E José caiu sobre seu pai, e chorou sobre ele, e beijou-o, e ele gritou com voz amarga, : Ó meu pai, meu pai.

24

E as esposas de seu filhos e sua família vieram e cairam sobre Jacó, e eles choraram sobre ele, e choraram em voz muito alta sobre Jacó.

25

E todos os filhos de Jacó levantaram-se juntos, eles rasgaram suas vestes, e todos eles colocaram pano de saco sobre seus lombos, e eles caíram em seus rostos, e eles lançaram poeira sobre suas cabeças para os céus.

26

E o acontecido foi dito à Osnath, esposa de José, e ela levantou-se e colocou um pano de saco, e ela com todas as mulheres mitzri (egípcias) com ela vieram e choraram por Jacó.

27

E também todas as pessoas de Mitzraim que conheciam Jacó vieram todos no mesmo dia quando ouviram isto, e toda Mitzraim chorou por muitos dias.

28

E também da terra de Canaan as mulheres vieram a Mitzraim quando ouviram que Jacó estava morto, e elas choraram por ele em Mitzraim por setenta dias.

29

E aconteceu depois disto que José comandou seus servos, os médicos, a embalsamar seu pai com mirra e incenso e todo o tipo de incenso e perfumes, e os médicos embalsamaram Jacó como José comandou-os.

30

E todos os povos de Mitzraim (Egipto) e os anciãos e todos os habitantes da terra de Goshen, choraram e lamentaram por Jacó, e todos os seus filhos e os filhos do seus agregados familiar, lamentaram e choraram por seu pai Jacó muitos dias.

31

E depois que os dias de seu choro passaram, no final de setenta dias, José disse a faraó: Vou enterrar a meu pai na terra de Canaan, como ele me fez jurar, e, em seguida, vou voltar.

32

E faraó enviou José, dizendo: Vá e enterre teu pai, como ele disse, e como ele o fez jurar; e José levantou-se com todos os seus irmãos para ir para a terra de Canaan para enterrar seu pai Jacó como ele ordenou-lhes.

33

E faraó ordenou que fosse proclamado em toda Mitzraim, dizendo: Quem não for com José e seus irmãos para a terra de Canaan para enterrar Jacó, morrerá.

34

E toda Mitzraim ouviu a proclamação do faraó, e todos eles levantaram-se juntos e todos os servos de faraó e as pessoas idosas de sua casa e todos os sábios da terra de Mitzraim foram com José, e todos os funcionários e nobres do faraó foram com os servos de José, e eles foram para enterrar Jacó na terra de Canaan.

35

E os filhos de Jacó transportaram o caixão sobre a qual ele jazia; de acordo com tudo o que seu pai ordenou-lhes, assim fizeram seus filhos a ele.

36

E o caixão era de ouro puro, e foi incrustado com pedras de Ônix e bodellium; e a cobertura do caixão era de ouro batido, unido com cadarços e sobre eles haviam ganchos de pedras e obdellium.

37

E José colocou sobre a cabeça de seu pai Jacó uma grande coroa dourada, e ele colocou um cetro de ouro em sua mão, e eles cercaram o caixão, como era o costume dos reis durante suas vidas.

38

E todas as tropas de Mitzraim passaram diante dele nessa matriz, em primeiro lugar todos os homens poderosos de faraó, e os valentes de José e depois o resto dos habitantes de Mitzraim, e eles foram todos cingidos com espadas e equipados com casacos de assalto, e as armas da guerra estavam sobre eles.

39

E todos os que choravam e estavam enlutados, foi a uma distância oposta ao caixão, indo e chorando e lamentando, e o resto do povo seguia o caixão.

40

E José e seus agregados foram juntos perto do caixão descalços e chorando, e o resto dos servos de José foram em torno dele; cada homem tinha seus ornamentos sobre si, e estavam armados com armas de guerra.

41

E cinquenta servos de Jacó passaram à frente do caixão, e eles jogaram ao longo da estrada mirra e aloés e todo o tipo de perfume, e todos os filhos de Jacó que carregavam o caixão andaram sobre o perfume, e os servos de Jacó foram diante deles jogando o perfume ao longo da estrada.

42

E José foi com uma pesado exército, e eles fizeram depois conforme seu jeito todos os dias até chegarem na terra de Canaan, e eles vieram para a eira de Atad, que era do outro lado da Jordânia, e eles choraram um grande e pesado luto naquele lugar.

43

E todos os reis de Canaan ouviram falar disto, e todos eles saíram, cada homem de sua casa, trinta e um reis de Canaan, e eles todos vieram com seus homens para chorar e lamentar sobre Jacó.

44

E todos estes reis contemplaram o caixão de Jacó, e eis que a coroa de José estava sobre ele, e eles também colocaram suas coroas sobre o caixão, e cercaram-no com coroas.

45

E todos estes reis fizeram naquele lugar um pesado e grande luto com os filhos de Jacó e Mitzraim, para Jacó, pois todos os reis de Canaan conheciam o valor de Jacó e seus filhos.

46

E a notícia chegou a Esaú, dizendo: Jacó morreu em Mitzraim (Egipto), e seus filhos e toda Mitzraim estão transportando-o para terra de Canaan para enterrá-lo.

47

E Esaú ouviu e ele estava habitando no Monte Seir, e ele levantou-se com o seus filhos e todo seu povo, e todos os do seu agregado familiar, um povo extremamente grande, e eles vieram lamentar e chorar sobre Jacó.

48

E veio Esaú, ele chorou por seu irmão Jacó e Mitzraim e toda Canaan, todos novamente choraram um grande luto com Esaú para Jacó naquele lugar.

49

E José e seus irmãos levaram seu pai Jacó daquele lugar, e eles foram para Hebron para enterrar Jacó na caverna por seus pais.

50

E eles vieram a Kireath-arba, para a caverna, e assim que eles chegaram, Esaú ficou com os seus filhos contra José e seus irmãos como um obstáculo na caverna, dizendo: Jacó não deve ser enterrado nela, pois ela pertence a nós e ao nosso pai.

51

E José e seus irmãos ouviram as palavras dos filhos de Esaú, e eles ficaram extremamente irados, e se aproximou José até Esaú, dizendo: O que é essa coisa que eles dizem? Certamente meu pai Jacó comprou de ti por grandes riquezas após a morte de Isaac, agora vinte e cinco anos depois, e também toda a terra de Canaan ele comprou de ti e de teus filhos, e da tua semente após ti.

52

E Jacó comprou para seus filhos e sua semente depois dele como uma herança para sempre, e por que tu falas estas coisas neste dia?

53

Esaú e respondeu, dizendo: Tu falas falsamente e em mentira, pois eu não vendi qualquer coisa pertencente a mim em toda esta terra, como tu dizes, nem meu irmão Jacó comprou algo pertencente a mim nesta terra.

54

E Esaú falou estas coisas para enganar José com suas palavras, pois sabia Esaú que José não estava presente naqueles dias quando Esaú vendeu todos os pertencentes a ele na terra de Canaan para Jacó.

55

E José disse a Esaú: Certamente meu pai inseriu estas coisas no registro de compra, e testemunhou o registro com testemunhas, e eis que ele está em Mitzraim (Egipto).

56

E Esaú respondeu, dizendo-lhe: Traga o registro, tudo o que tu encontrares no registro, então vamos fazer.

57

E José chamou a Naftali seu irmão, e ele disse: Rápido, faça o que te peço, vá para Mitzraim e traga todos os registros; o registro da compra, o registro selado e o registro aberto, e também todos os primeiros registros em que todas as transações do direito de primogenitura estão escritos, que busques tu.

58

E tu trarás aqui até nós, para que saibamos todas as palavras de Esaú e seus filhos que eles falaram neste dia.

59

E Naftali ouviu a voz de José e ele apressou-se e correu para ir para Mitzraim, e Naftali foi mais leve no pé do que qualquer um dos cervos do deserto, pois ele ia sobre as espigas de milho, sem as comprimir.

60

E quando Esaú viu que Naftali tinha ido para buscar os registros, ele e seus filhos aumentaram sua resistência contra a caverna, e Esaú e todos seus povos subiram contra José e seus irmãos à batalha.

61

E os filhos de Jacó e o povo de Mitzraim lutaram com Esaú e seus homens, e os filhos de Esaú e seu povo foram derrotados diante dos filhos de Jacó, e os filhos de Jacó derrubaram do povo de Esaú quarenta homens.

62

E Chushim o filho de Dan, o filho de Jacó, estava naquele tempo com os filhos de Jacó, mas ele estava a aproximadamente cem côvados distante do local da batalha, pois ele permaneceu com as crianças dos filhos de Jacó e o caixão de para guardá-lo.

63

E Chushim era surdo e mudo, ainda assim entendeu a voz de consternação entre os homens.

64

E ele perguntou, dizendo: Por que vocês não enterram o morto, e o que é esta grande consternação? E eles responderam-lhe com as palavras de Esaú, e seus filhos; e ele correu a Esaú no meio da batalha, e ele matou Esaú com uma espada, e ele cortou sua cabeça, e a lançou à distância, e Esaú caiu entre as pessoas da batalha.

65

E quando Chushim fez isto, os filhos Jacó prevaleceram sobre os filhos de Esaú, e os filhos de JacóEnterraram seu pai Jacó pela força na caverna, e os filhos de Esaú contemplaram isto.

66

E Jacó foi enterrado em Hebron, na caverna de Macpela, que tinha comprado Abraão dos filhos de Heth como posse de um local de enterro, e foi enterrado em trajes muito caros.

67

E nenhum rei tinha pago tal honra como José pagou a seu pai em sua morte, pois ele o enterrou com muita honra, como os sepultamentos dos reis.

68

E José e seus irmãos fizeram um luto de sete dias por seu pai.