O livro de Jasar - Capitulo 84

A rebelião de Corá

1

Naquele tempo Corah, filho de Yetzer, filho de Kehath, filho de Levi, tomou muitos homens dos filhos de Israel, e eles se levantaram e discutiram com Moisés e Aaron e toda a congregação.

2

E Deus estava irado com eles, e a terra abriu a sua boca, e os tragou, com suas casas e todos os que lhes pertenciam, e com todos os homens que pertenciam a Corah.

3

E depois disso o Senhor fez o povo dar a volta pelo caminho do monte Seir por um longo tempo.

4

Naquele tempo disse Deus a Moisés: Não provoquem uma guerra contra os filhos de Esaú, porque eu não vou dar a vocês qualquer coisa que lhes pertençam, tanto quanto a sola do pé pode pisar, pois tenho dado o monte Seir por herança a Esaú.

5

Por isso os filhos de Esaú lutaram contra os filhos de Seir em épocas anteriores, e Deus havia entregado os filhos de Seir nas mãos dos filhos de Esaú, e destruiu-os de diante deles, e os filhos de Esaú habitaram no lugar deles até este dia.

6

Por isso Deus disse aos filhos de Israel para não lutarem contra os filhos de Esaú, teus irmãos, pois nada na sua terra pertence a vocês, mas vocês pode comprar comida deles, por dinheiro, e comê-la, e vocês podem comprar água deles, por dinheiro, e beber.

7

E os filhos de Israel fizeram conforme a palavra de Deus.

8

E os filhos de Israel andaram pelo deserto, dando voltas pelo caminho do Monte Sinai por um longo tempo, e não tocaram nos filhos de Esaú, e eles continuaram naquele distrito por dezenove anos.

9

Naquele tempo morreu Latinus, rei dos filhos de Chittim, no quadragésimo quinto ano do seu reinado, que é o décimo quarto ano da partida dos filhos de Israel do Egipto.

10

E o sepultaram no lugar que ele havia construído para si mesmo, na terra de Chittim, e Abimnas reinou em seu lugar por trinta e oito anos.

11

E os filhos de Israel passaram dos limites dos filhos de Esaú, naqueles dias, no fim de dezenove anos, e eles vieram e passaram a estrada do deserto de Moab.

12

E Deus disse a Moisés: Não provoques Moab, não lutem contra eles, porque não os darei nada de sua terra.

13

E os filhos de Israel passaram a estrada do deserto de Moab por dezenove anos, e não lutaram contra eles.

14

E, no ano trigésimo sexto da saída dos filhos de Israel do Egipto, Deus feriu o coração de Sihon, rei dos amorreus, e ele declarou guerra, e saiu para lutar contra os filhos de Moabe.

15

E Sihon enviou mensageiros a Beor Janeas, filho de Balaão, conselheiro do rei do Egipto, e seu filho Balaão, para amaldiçoar Moab, a fim de que pudessem ser entregues na mão de Siom.

16

E os mensageiros foram e trouxeram Beor, o filho de Yaneas, e Balaão seu filho, de Petor na Mesopotâmia, assim Beor e Balaão, seu filho vieram para a cidade de Sihon, e eles amaldiçoaram Moabe seu rei, na presença de Sihon, rei dos amorreus.

17

Então Sihon saiu com todo o seu exército, e ele foi para Moab e lutou contra eles, e ele os sujeitou, e Deus os entregou nas suas mãos, e Sihon matou o rei de Moabe.

18

E Sihon tomou todas as cidades de Moab na batalha, ele também tomou Heshbom deles, pois Heshbom era uma das cidades de Moab, e Sihon colocou os seus príncipes e seus nobres em Heshbom, e Hesbom pertenceu a Sihon naqueles dias.

19

Portanto, os faladores de parábolas Beor e Balaão, seu filho, proferiram estas palavras, dizendo:Vinde a Heshbom, a cidade de Sihon, será construída e estabelecida.

20

Ai de ti Moab! Tu perdeste, ó povo de Kemosh! Eis que isto está escrito no livro da lei do Senhor.

21

E quando Sihon tinha conquistado Moab, ele colocou guardas nas cidades que ele havia tomado de Moab, e um número considerável de filhos de Moab caíram na batalha, na mão de Sihon, e ele fez uma grande captura deles, filhos e filhas, e ele matou seu rei, assim Sihon, voltou para sua terra.

22

E Sihon deu numerosos presentes de prata e ouro para Beor e Balaão seu filho, e despediu-os, e eles foram para a Mesopotâmia para a sua casa e país.

23

Naquele tempo todos os filhos de Israel passaram da estrada do deserto de Moab, e voltaram e rodearam pelo deserto de Edom.

24

Então toda a congregação veio ao deserto de Sin no primeiro mês do quadragésimo ano de sua partida do Egipto, e os filhos Israel habitaram ali em Kadesh, no deserto de Sin, e Miriam morreu e foi enterrada lá.

25

Naquele tempo Moisés enviou mensageiros para Hadad, rei de Edom, dizendo: Assim diz o teu irmão Israel, Deixa-me passar, peço-te, pela tua terra, não vamos passar pelo campo ou vinha, não vamos beber a água do poço, vamos caminhar na estrada do rei.

26

E Edom lhe disse: Tu não passarás pelo meu país, e Edom saíu para encontrar os filhos de Israel com um povo poderoso.

27

E os filhos de Esaú recusaram em deixar os filhos de Israel passarem por suas terras, de modo que os israelitas foram-se deles, e não lutaram contra eles.

28

Porque antes disso, Deus ordenou aos filhos de Israel, dizendo: Vocês não devem lutar contra os filhos de Esaú, por isso os israelitas foram-se deles e não lutaram contra eles.

29

Então os filhos de Israel partiram de Kadesh, e todas as pessoas chegaram ao monte Hor.

30

Naquele tempo Deus disse a Moisés: Diz a teu irmão Aaron que lá ele vai morrer, pois ele não entrará na terra que tenho dado aos filhos de Israel.

31

E Aaron subiu, segundo a ordem de Deus, ao monte Hor, no quadragésimo ano, no quinto mês, no primeiro dia do mês.

32

E Arão tinha cento e vinte e três anos de idade quando morreu no monte Hor.