O livro de Jasar - Capitulo 85

Os cananeus preparam para lutar contra Israel

1

E o rei Arad, dos cananeus, que habitava ao sul, soube que os israelitas tinham vindo pelo caminho dos espias, e arrumaram as suas forças para lutar contra os israelitas.

2

E os filhos de Israel tiveram muito medo dele, pois ele tinha um grande e forte exército, de modo que os filhos de Israel resolveram voltar para Egipto.

3

E os filhos de Israel desviaram-se aproximadamente a distância de três dias de viagem até Maserath Beni Yaakon, pois eles estavam com muito medo por causa do rei Arad.

4

E os filhos de Israel não iriam voltar para seus lugares, e permaneceram em Beni Yaakon por trinta dias.

5

E quando os filhos de Levi viram que os filhos de Israel não iriam voltar atrás, eles tiveram ciúmes por causa de Deus, e levantaram-se e lutaram contra os israelitas seus irmãos, e mataram uma grande quantidade deles, e os obrigaram a voltar para seu lugar, no monte Hor.

6

E quando voltaram, o rei Arad ainda estava arrumando o seu exército para a batalha contra os israelitas.

7

E Israel fez um voto, dizendo: Se tu entregares este povo nas minhas mãos, então eu destruirei totalmente as suas cidades.

8

E Deus ouviu a voz de Israel, e entregou os cananeus em suas mãos, e eles destruíram totalmente as suas cidades, e chamaram o nome do lugar Hormah.

9

E os filhos de Israel partiram do monte Hor e acamparam em Obote, e eles depois partiram de Obote e acamparam-se em Iye-Abarim, na fronteira de Moab.

10

E os filhos de Israel, foram a Moab, dizendo: Vamos passar agora pela tua terra em nosso lugar; mas os filhos de Moabe não deixaram os filhos de Israel passarem pelas suas terras, pois os filhos de Moab tiveram muito medo que os filhos de Israel fizessem a eles como fizeram a Sihon, rei dos amorreus, que tinham tomado suas terras e tinham matado muitos deles.

11

Portanto Moab não deixou os israelitas passarem por sua terra, e Deus ordenou aos filhos de Israel, dizendo:Que eles não deveriam lutar contra Moab, de modo que os israelitas retiraram-se de Moab.

12

E os filhos de Israel partiram da fronteira de Moab, e eles vieram para o outro lado de Arnon, na fronteira de Moab, entre Moab e os amorreus, e acamparam-se em Sihon, rei dos amorreus, no deserto de Kedemote.

13

E os filhos de Israel enviaram mensageiros a Sihon, rei dos amorreus, dizendo:

14

Deixa-nos passar pela tua terra, não nos desviaremos para os campos nem pelas vinhas, iremos juntos pela estrada real até que tenhamos passado os teus termos; mas Sihon não deixou os israelitas passarem.

15

Então Sihon reuniu todas as pessoas dos amorreus, e saíram ao deserto, para encontrar os filhos de Israel, e eles lutaram contra Israel em Yahaz.

16

E Deus entregou a Sihon, rei dos amorreus nas mãos dos filhos de Israel, e Israel feriu todas as pessoas de Sihon ao fio da espada, e vingou a causa de Moab.

17

E os filhos de Israel tomaram posse da terra de Sihon, de Aram até Yabuk, aos filhos de Ammom, e tomaram todo o despojo das cidades.

18

E Israel tomou todas estas cidades, e Israel habitou em todas as cidades dos amorreus.

19

E todos os filhos de Israel resolveram lutar contra os filhos de Ammom, para tomar suas terras também.

20

Então Deus disse aos filhos de Israel: Não cerquem os filhos de Ammom, nem aticem a batalha contra eles, porque eu não vou dar nada para vocês de sua terra; e os filhos de Israel ouviram a palavra de Deus, e não lutaram contra os filhos de Ammom.

21

E os filhos de Israel) viraram-se, e subiram pelo caminho de Bashan, à terra de Og, rei de Basã, e Og, rei de Bashan, saiu para encontrar os israelitas em batalha, e ele tinha com ele muitos homens valentes, e uma grande força do povo dos amorreus.

22

E Og, rei de Bashan, era um homem muito poderoso, mas Naaron seu filho era extremamente poderoso, ainda mais forte do que ele.

23

E Og disse em seu coração: Eis que agora todo o acampamento de Israel ocupa um espaço de três parsa, agora eu vou feri-los de uma só vez, sem espada ou lança.

24

E Og, subiu ao monte Yahaz, e daí tomou uma grande pedra, cuja comprimento era de três parsa, e ele colocou-a em sua cabeça, e resolveu jogá-la sobre o arraial dos filhos de Israel, a ferir todos os israelitas com essa pedra.

25

E o mensageiro de Deus veio e perfurou a pedra sobre a cabeça de Og, e a pedra caiu sobre o pescoço de Og, que caiu por terra por conta do peso da pedra em cima de seu pescoço.

26

Naquele tempo Deus disse aos filhos de Israel, não tenha medo dele, pois tenho dado ele e todo o seu povo e toda a sua terra em sua mão, e farás a ele como vocês fizeram a Sihon.

27

E Moisés desceu a ele com um pequeno número dos filhos de Israel, e Moisés feriu Og com um bastão nos tornozelos dos pés e o mataram.

28

Os filhos de Israel perseguiram os filhos de Og e todo o seu povo, e eles abateram e destruíram-nos até que não havia ficado nenhum resquício deles.

29

Moisés depois enviou alguns dos filhos de Israel para espiar a Yaazer, pois era uma cidade muito famosa.

30

E os espiões foram para Yaazer e exploraram, e os espiões confiaram em Deus, e eles lutaram contra os homens de Yaazer.

31

E estes homens tomaram Yaazer e as suas aldeias, e Deus os entregou na sua mão, e eles expulsaram os amorreus que estavam ali.

32

E os filhos de Israel tomaram a terra dos dois reis dos amorreus, sessenta cidades que estavam no outro lado do Yardain (Jordão), desde o ribeiro de Arnom até o monte Herman.

33

E os filhos de Israel partiram e foram para a planície de Moab, que é deste lado do Yardain (Jordão), na altura de Yerichó.

34

E os filhos de Moab ouviram todo o mal que os filhos de Israel tinham feito para os dois reis dos amorreus, a Sihon e a Og, então todos os homens de Moab ficaram com muito medo dos israelitas.

35

E os anciãos de Moab disseram: Eis que dois reis dos amorreus, Sihon e Og, que eram mais poderosos do que todos os reis da terra, não puderam ficar contra os filhos de Israel, então como podemos enfrentá-los?

36

Certamente eles nos enviaram uma mensagem agora, para passar por nossas terras em seu caminho, e nós não os deixamos passar, agora eles vão vir em cima de nós com suas espadas pesadas e destruir-nos; e Moab andava angustiado por causa dos filhos de Israel, e eles estavam com muito medo deles, e se aconselharam no que era para ser feito aos filhos de Israel.

37

E os anciãos de Moab resolveram, e pegaram um de seus homens, Balaque, filho de Zipor, o Moabita, e o fizeram rei sobre eles, nesse momento, e Balaque era um homem muito sábio.

38

E os anciãos de Moab se levantaram e foram para os filhos de Midian fazer as pazes com eles, pois uma grande batalha e inimizade havia existido naqueles dias entre Moabe e Midian, a partir dos dias de Hadad, filho de Bedad, rei de Edom, que feriu a Midian no campo de Moab, até estes dias.

39

E os filhos de Moab foram aos filhos de Midian, e eles fizeram a paz com eles, e os anciãos de Midian chegaram à terra de Moab, para fazer a paz em nome dos filhos de Midian.

40

E os anciãos de Moab aconselharam-se com os anciãos de Midian, no que fazer para salvar suas vidas por causa de Israel.

41

E todos os filhos de Moab disseram aos anciãos de Midian: Agora, pois, os filhos de Israel lamberão tudo quanto houver ao redor de nós, como o boi lambe a erva do campo, pois assim fizeram aos dois reis dos amorreus, que são mais fortes do que nós.

42

E os anciãos de Midian disseram a Moab: Ouvimos dizer que no momento em que Sihon, rei dos amorreus lutou contra vocês, quando ele prevaleceu sobre vocês e tomou a vossa terra, ele tinha chamado Beor, filho de Yaneas e Balaão seu filho, da Mesopotâmia, e eles vieram e amaldiçoaram vocês, por isso fez a mão de Sihon prevalecer sobre vocês, e ele tomou a vossa terra.

43

Agora, pois, chama também a Balaão, seu filho, pois ele ainda permanece em sua terra, e dá-lhe o seu salário, para que ele possa vir e amaldiçoar todas as pessoas de quem vocês têm medo; Então os anciãos de Moab ouviram tal coisa, e pareceu-lhes bom chamarem a Balaão, filho de Beor.

44

Então Balaque, filho de Zipor, rei de Moabe, enviou mensageiros a Balaão, dizendo:

45

Eis que há um povo que saiu do Egipto, eis que cobre a face da terra, e me afrontam a mim.

46

Agora, pois, vem e amaldiçoa este povo, pois eles são fortes demais para mim, pois assim poderei prevalecer para lutar contra eles, e expulsá-los, pois eu soube que quem tu abençoares será abençoado, e a quem tu amaldiçoares será amaldiçoado.

47

Os mensageiros de Balaque foram a Balaão, e levaram Balaão para amaldiçoar o povo que luta contra Moab.

48

E Balaão chegou a Balaque para amaldiçoar Israel, e Deus disse a Balaão: Não amaldiçoes este povo pois são abençoados.

49

E Balaque pediu a Balaão dia-a-dia para amaldiçoar Israel, mas Balaão não deu ouvidos a Balaque por causa da palavra que Deus tinha falado a Balaão.

50

E quando viu Balaque que Balaão não aderiu ao seu desejo, ele se levantou e foi para casa, e Balaão também retornou à sua terra, e saiu dali para Midian.

51

E os filhos de Israel partiram da planície de Moab, e acamparam a partir de Yardain a Beth-Yesimoth até Abel-Shittim, no final das planícies de Moab.

52

E os filhos de Israel ficaram na planície de Shittim, e começaram a prostituir-se com as filhas dos moabitas.

53

E os filhos de Israel aproximaram-se de Moab, e os filhos de Moabe armaram suas tendas em frente ao acampamento dos filhos de Israel.

54

E os filhos de Moab ficaram com medo dos filhos de Israel, e os filhos de Moab tomaram todas as suas filhas e suas esposas de bom aspecto e bonita aparência, e vestiram-nas em ouro e prata e roupas caras.

55

E os filhos de Moab sentaram aquelas mulheres à porta das suas tendas, para que os filhos de Israel pudessem vê-las e mudá-los, e não lutarem contra Moab.

56

E todos os filhos de Moab fizeram tal coisa aos filhos de Israel, e cada homem colocou sua esposa e filha na porta de sua tenda, e todos os filhos de Israel viram o ato dos filhos de Moab, e os filhos de Israel voltaram-se para as filhas dos moabitas, e cobiçaram-nas , e eles foram para elas.

57

E aconteceu que um hebreu que, quando chegava à porta da tenda de Moabe, e via uma filha de Moab, e a desejava em seu coração, e falava com ela à porta da tenda que ele desejava, enquanto eles estavam juntos, falando os homens da tenda saiam e falariam com o hebreu semelhante a estas palavras:

58

Certamente você sabe que nós somos irmãos, somos todos descendentes de Lot e os descendentes de Abruham, seu irmão, Por que, então você não permanece conosco, e portanto não come o nosso pão e nosso sacrifício?

59

E quando os filhos de Moab os tinham forçado com seus discursos, e os seduzido por suas palavras lisonjeiras, eles sentavam-se nas tendas deles e cozinhavam e sacrificaram para eles, e eles comiam do seu sacrifício e do seu pão.

60

Eles, então, lhes davam vinho, e eles bebia e ficavam embriagados, e eles colocavam diante deles uma bela donzela, e ele fazia com ela como ele gostava, pois não sabia o que estava fazendo, devido a ter bebido vinho abundantemente.

61

Assim fizeram os filhos de Moab a Israel naquele lugar, na planície de Shittim, e a ira de Deus se acendeu contra Israel por causa deste assunto, e Deus enviou uma peste entre eles, e morreram dos israelitas vinte e quatro mil homens.

62

Ora, havia um homem dos filhos de Simeão, cujo nome era Zimri, filho de Salu, que se juntara com Cosbi, midianita, filha de Zur, rei de Midian, na vista de todos os filhos de Israel).

63

E Phineas, filho de Ulazer, filho de Aaron, o Sacerdote, viu essa coisa perversa que Zimri havia feito, e ele tomou uma lança e se levantou e foi atrás deles, e perfurou-os ambos e os matou, e a peste cessou de sobre os filhos de Israel.