O livro de Jasar - Capitulo 88

Josué preparar o povo para passar o Jordão

1

E foi depois da morte de Moisés que Deus falou a Josué), filho de Nun, dizendo:

2

Levanta-te e passar o Yardain (Jordão) para a terra que tenho dado aos filhos de Israel, e farás também os filhos de Israel a herdarem a terra.

3

Todo lugar em que a sola de seus pés pisarem pertenceram a vocês, a partir do deserto do Líbano até ao grande rio, o rio de Perath será o seu limite.

4

Ninguém poderá se levantar contra ti todos os dias da tua vida; como fui com Moisés, assim serei contigo, apenas sê forte e corajoso para observar toda a lei que Moisés ordenou, não se desviem do caminho, quer para a direita ou para a esquerda, a fim de que tu possas prosperar em tudo o que fazes.

5

E Josué ordenou aos oficiais de Israel, dizendo: Passem pelo meio do arraial e ordenai ao povo, dizendo:Prepare-se para provisões, pois em três dias vocês vão passar o Jordão para possuir a terra.

6

Os oficiais de Israel fizeram assim, e ordenaram ao povo e eles fizeram tudo o que Josué havia ordenado.

7

E Josué enviou dois homens para espiar a terra de Jerico, e os homens foram e espiaram Jerico.

8

E, ao fim de sete dias vieram a Josué no acampamento e disseram-lhe: Deus entregou toda a terra nas nossas mãos, e seus habitantes estão amortecidos de medo por causa de nós.

9

E sucedeu que, depois disso, Josué se levantou de manhã e todo o Israel com ele, e eles viajaram de Shittim, e Josué e toda Israel com ele, passaram o Rio Jordão, e Josué tinha oitenta e dois anos de idade, quando ele passou o Jordão com Israel.

10

E o povo subiu do Jordão no décimo dia do primeiro mês, e acamparam em Gilgal, no canto leste de Jerico.

11

E os filhos de Israel celebraram a Passagem (Páscoa) em Gilgal, na planície de Jericó, no dia quatorze do mês, como está escrito na lei de Moisés.

12

E o maná cessou naquele tempo, no dia seguinte da Passagem (Páscoa), e não houve mais maná para os filhos de Israel, e eles comeram do fruto da terra de Canaã.

13

E Jericó estava totalmente fechada para os filhos de Israel, e ninguém saiu ou entrou.

14

E foi no segundo mês, no primeiro dia do mês, que deus disse a Josué: Levanta-te, eis que tenho dado em tua mão Jericó, com todas as pessoas, e todos os seus homens de luta devem ir à volta da cidade, uma vez por dia, assim fareis por seis dias.

15

E os Sacerdotes tocarão as trombetas em cima, e quando vocês ouvirem o som da trombeta, todo o povo dará um grande grito, e as paredes da cidade cairão, todo o povo subirá, cada homem contra seu oponente.

16

E Josué fez conforme tudo o que Deus lhe tinha ordenado.

17

E no sétimo dia rodearam a cidade sete vezes, e os Sacerdotes tocaram as trombetas.

18

E na sétima rodada, Josué disse ao povo: Gritai, porque Deus entregou toda a cidade em nossas mãos.

19

A cidade e tudo o que ela contém será amaldiçoado por Deus, e guardai-vos do que é maldito, para que vocês não façam o arraial de Israel maldito e o perturbeis.

20

Mas toda a prata e ouro e bronze e ferro serão consagrados a Deus, e devem vir para o tesouro de Deus.

21

E o povo soprou as trombetas e fizeram uma grande gritaria, e os muros de Jericó caíram, e todo o povo subiu, cada um em frente de si, e tomaram a cidade e destruíram tudo o que estava nela, boi, homem e mulher, jovens e velhos, e as ovelhas e burros, com a ponta da espada.

22

E queimaram a cidade, apenas os vasos de ouro e prata, e bronze e de ferro, deram para o tesouro de Deus.

23

E Josué jurou naquela época, dizendo: Maldito o homem que reconstruir Jerico, ele deve lançar o alicerce dela em seu primogênito, e em seu filho mais novo lhe porá as portas do mesmo.

24

E a Achan, filho de Carmi, filho de Zabdi, filho de Zerah, filho de Judá, tratou traiçoeiramente nas coisas malditas, e ele pegou da coisas malditas e escondeu-as na barraca, e a ira de Deus se acendeu contra Israel.

25

E foi depois disso quando os filhos de Israel haviam retornado da queima de Jericó, Josué enviou homens para espionar também Ai, e lutar contra ela.

26

E os homens subiram e espiaram Ai, e eles voltaram e disseram: Permita que nem todas as pessoas subam contigo para Ai, deixa apenas uns três mil homens, e destruam a cidade, pois os homens da mesma são poucos.

27

E Josué assim o fez, e subiram com ele dos filhos de Israel cerca de três mil homens, e eles lutaram contra os homens de Ai.

28

E a batalha foi severa contra Israel, e os homens de Ai feriram trinta e seis homens de Israel, e os filhos de Israel fugiram dos homens de Ai.

29

E quando Josué viu isto, rasgou suas vestes e caiu com o rosto para a terra diante de Deus, ele com os anciãos de Israel, deitaram pó sobre as suas cabeças.

30

E disse Josué: Por que ó Deus fizeste este povo atravessar o Jordão? O que devo dizer depois que os israelitas derem as costas contra os seus inimigos?

31

Agora, pois, os cananeus, os habitantes da terra, vão ouvir tal coisa, e nos cercarão e cortarão o nosso nome.

32

E Deus disse a Josué: Por que tu caíste sobre o teu rosto? Sobe, retira-te, pois os israelitas pecaram, e levaram das coisas malditas; eu não vou mais estar com eles, a menos que eles destruam as coisas malditas de entre eles.

33

Então Josué levantou-se e reuniu o povo, e trouxe o Urim pela ordem de Deus, e da tribo de Judá foi tomado, e Achan, filho de Carmi.

34

E disse Josué a Achan: Diz-me meu filho, o que fizeste; e Achan disse: Eu vi entre os despojos uma considerável roupa de Shinar, e duzentos siclos de prata, e uma cunha de ouro do peso de cinquenta siclos, cobicei-os e levei-os, e eis que todas elas estão escondidas na terra, no meio da tenda.

35

E Josué enviou homens que foram e os levaram a tenda de Achan, e trouxeram a Josué.

36

E Josué tomou Achan e estes utensílios, e seus filhos e filhas, e levaram-nos para o vale de Achor.

37

E Josué queimou-os lá com fogo, e todos os israelitas apedrejaram Achan com pedras, e levantaram sobre ele um montão de pedras, por isso ele chamou aquele lugar o vale de Achor, por isso a ira de Deus se apaziguou, e Josué depois veio para a cidade e lutou contra ela.

38

E Deus disse à Josué: Não temas, nem te espantes, eis que tenho dado na tua mão a cidade de Ai, e seu rei e seu povo, e farás a eles como fizeste a Jericó e a seu rei, apenas os despojos do mesmo e do gado vocês tomarão como uma presa fácil para vós; armem uma emboscada para a cidade por trás dela.

39

Então Josué fez conforme a palavra de Deus, e ele escolheu de entre os filhos de guerra, trinta mil homens valorosos, e enviou-os, e eles armaram uma emboscada para a cidade.

40

E ele lhes ordenou, dizendo: Quando virdes nós fugindo deles, com astúcia eles irão perseguir-nos, vocês deverão então sai para fora da emboscada e tomar a cidade; e assim fizeram.

41

E Josué lutou, e os homens da cidade saíram em direção a Israel, não sabendo que eles estavam deitados em uma emboscada para eles atrás da cidade.

42

Então Josué e Israel fingiram-se cansados diante deles, e fugiram pelo caminho do deserto, com astúcia.

43

E os homens de Ai reuniram todas as pessoas que estavam na cidade para perseguir os israelitas, e eles saíram e se afastaram da cidade, não ficou ninguém, e eles deixaram a cidade aberta e perseguiram os israelitas.

44

E aqueles que estavam de tocaia se levantaram de seus lugares, e apressaram-se a ir para a cidade, e tomaram-na e colocaram fogo nela, e os homens de Ai voltaram, e eis que a fumaça da cidade subia aos céus, e eles não tinham meios de se retirar para qualquer caminho.

45

E todos os homens de Ai estavam no meio de Israel, alguns de um lado e alguns do outro lado, e feriram-nos de modo que nenhum deles sobreviveu.

46

E os filhos Israel tomaram Melosh, rei de Ai, e trouxe a Josué: e Josué o enforcou em uma árvore e morreu.

47

E os filhos de Israel retornaram à cidade depois de ter a queimado, e feriram todos aqueles que estivessem no meio dela ao fio da espada.

48

E o número daqueles que tinham caído dos homens de Ai, homem e mulher, foi doze mil somente o gado e os despojos da cidade tomaram para si, de acordo a palavra de Deus a Josué.

49

E todos os reis do vale do Jordão, todos os reis de Canaã, ouviram falar do mal que os filhos de Israel fizeram em Jericó e Ai, e eles se reuniram para lutar contra Israel.

50

Somente os moradores de Gibeon tiveram muito medo de lutar contra os israelitas para que não perecessem, pois que eles agiram ardilosamente, e chegaram a Josué e a Israel, e disseram-lhes: Nós viemos de uma terra distante, agora, portanto, façam uma aliança conosco.

51

E os moradores de Gibeon fizeram com filhos de Israel um pacto, e fizeram a paz com eles, e os príncipes da congregação juraram-lhes, mas depois souberam que eles eram vizinhos e habitavam entre eles.

52

Mas os filhos de Israel não os mataram, porque lhes haviam jurado por Deus, e eles se tornaram rachadores de lenha e tiradores de água.

53

E Josué disse-lhes: Por que vocês me enganaram, e fizeram isto a nós? E eles responderam-lhe, dizendo:Porque foi dito para todos os teus servos o que vocês tinham feito a todos os reis dos amorreus, e nós estávamos com muito medo por nossas vidas, e nós fizemos isso.

54

E Josué os nomeou naquele dia para cortar madeira e para tirar água, e ele dividiu-os como escravos para todas as tribos de Israel.

55

E Adonizedeque rei de Shuaoleym (Salém), ouviu tudo o que os filhos de Israel tinham feito a Jericó e Ai, ele foi a Hoham, rei de Hebrom e Piram rei em Yarmute, e a Yafia rei de Laquis e Deber rei de Eglom, dizendo:

56

Sobe a mim e me ajude, para que possamos ferir os filhos de Israel e os habitantes de Gibeon que fizeram paz com os filhos de Israel.

57

E eles se reuniram e os cinco reis dos amorreus, subiram com todos os seus soldados, um povo poderoso numerosos como a areia na praia do mar.

58

E todos estes reis vieram e se acamparam diante de Gibeon, e eles começaram a luta contra os moradores de Gibeon, e todos os homens de Gibeon foram a Josué, dizendo: Subi rapidamente para nós e nos ajude, pois todos os reis dos amorreus se reuniram para lutar contra nós.

59

Então Josué e todo o povo de luta subiu de Gilgal, e Josué veio de repente a eles, e feriram os cinco reis com numa grande matança.

60

E Deus confundiu-os diante dos filhos de Israel, que os feriram numa terrível matança em Gibeon, e os perseguiram pelo caminho vai de Beth-Horom até Maquedah, e eles fugiram de diante dos filhos de Israel.

61

E enquanto eles estavam fugindo, Deus enviou-lhes o granizo do céu, e mais deles morreram pelo granizo, do que pela matança dos filhos de Israel.

62

E os filhos de Israel os perseguiram e os feriram na estrada.

63

E eles estavam ferindo-os, o dia estava declinando em direção à noite, e Josué disse à vista de todo o povo:Sol permaneça parado em Gibeon, e tu o lua, no vale de Ajalon, até que a nação tenha vingado seus inimigos.

64

E Deus ouviu a voz de Josué, e o sol se deteve no meio dos céus, e não se apressou a pôr-se, quase um dia inteiro, e a lua também parou e não saiu.

65

E não houve dia semelhante a esse, nem antes nem depois dele, que Deus ouviu a voz de um homem, pois Deus pelejava por Israel.